5 biliões não reclamados na reforma Suiça

5 biliões não reclamados na reforma Suiça
5 biliões não reclamados na reforma Suiça

5 biliões não reclamados em reforma Suíça

Controle federal das finanças na Suíça, você pode ter dinheiro de sua reforma a “dormir” sem seu conhecimento em sua conta de livre passagem. A si de procura-lo não fique quieto a espera que lhe venha cair aos pés .

 

As pessoas que trocam várias vezes de pequenos trabalhos (empregos) estão particularmente relacionadas a esta tão grande soma .Muitas vezes elas esquecem-se de reclamar os seu direitos ao trocar de empresa (patrão). Saiba que deve sempre juntar seus descontos AVS para a conta da nova entidade patronal.

É este um pesadelo ou um conto de fadas futuro? A você de decidir. Ainda assim,  5 biliões dormem nas contas da reforma (2º pilar) todo esse dinheiro espera por seus legítimos proprietários venham recuperar as vossas economias. Isto é o que resultado do mais recente relatório do Serviço de Auditoria Federal (CDF) revelado esta terça-feira em Berna.(05 07 2016)

Como é possível nesta  Suíça com tamanha organização existir 600 Biliões em contas inactivas. É isso que nós vamos explicar.

50 biliões estão em stand-by para pagamentos  AVS  livre passagem(primeiro pilar), a empresa onde você trabalha  desconta cada mês em sua folha de salário uma soma para pensões profissionais (reforma). Este é o chamado segundo pilar da reforma que tem actualmente 700 mil milhões de francos.                                                                                         O que se passa quando você muda de empresa? Seus fundos do 2a pilar seguem-no em seu novo fundo de pensão. Isto é o que acontece com a maioria das pessoas. Mas nem sempre encontra  imediatamente outro emprego. O dinheiro é então transferido para espera em uma das 65 instituições de livre passagem. A maioria são bancos e o dinheiro administrado em “stand-by” equivale a 50 biliões. A soma é cada vez maior porque muitas pessoas esquecem de encaminhar o seu dinheiro para a nova caixa de reforma. (Nova entidade patronal.)

As pessoas com maior risco: São aqueles que mudam frequentemente de emprego.

 

O problema é particularmente grave para as pessoas que se multiplicam em pequenos trabalhos. Eles não estão cientes  da mecânica do segundo pilar e a livre passagem. Resultado: Esquecem os activos que foram transferidos por seus antigos empregadores em contas de benefícios adquiridos. Estes são os famosos 5 biliões. Os bancos certamente enviam um lembrete anual, mas se mudou de adereço , a conta torna-se “sem contacto” ou adormecida. “Cuidado com os activos não reclamados que evoca os bens dos judeus durante a Segunda Guerra Mundial”, advertiu Michel Huissoud, CDF chefe. “Aqui nós temos todas as informações sobre os activos, o nome da pessoa e do seu número de segurança social. Mas é preciso que essas pessoas reclamem o que lhes é devido “.

Pequenas quantidades pagas é cláusula ignorada

Sobre as contas mais esquecidas dormem pequenas quantidades: 50, 200 ou 4000 francos. Emmanuel Sangra, -autor do relatório CDF, não há necessidade de fazer uma nova lei para melhorar a situação. “A lei actual é clara: Fundos de livre passagem  devem ser transferidos para o novo fundo de pensão dos funcionários. Mas ninguém realmente controla a aplicação da presente lei “. CDF acho que nós temos a obrigação de informar o segurado para travar o crescimento descontrolado de contas inactivas. Mathias Rickli, co-autor do relatório também pede menos burocracia, “Para pequenas quantidades, uma cláusula que permite ao empregador a pagar o dinheiro directamente a partir do segundo pilar para o empregado. Mas muitas vezes nem o empregador nem o funcionário sabe essa cláusula. “.

Onde devo ir para encontrar uma conta perdida

Não sabe se tem uma conta inactiva? Você esqueceu o nome exacto das empresas onde você trabalhou? Não entre em pânico. Há um Escritório Central que ajuda a encontrar suas contas de pensões profissionais. Aqui estão os detalhes: 031 380 79 75 ou info@zentralstelle.ch. Há também um site em vários idiomas para preencher um formulário de pesquisa formal: verbindungsstelle.ch Sinta-se livre para realizar este processo também para uma terceira pessoa com procuração, ou mesmo um membro da família que morreu. Não existe se você quer recuperar o dinheiro que vos pertence. (TDG)

Saiba onde se dirigir para reclamar seus direitos

Reforma na Suíça

Social

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*