Como declarar bens do estrangeiro na Suíça.

Como declarar bens do estrangeiro na Suíça.
Como declarar bens do estrangeiro na Suíça.

Em resposta a centenas de perguntas que recebemos em nossa plataforma, achámos por bem procurar algumas respostas.

Se esta a ler este artigo sem saber de que se trata leia o artigo que se encontra por baixo:

Suíça vai cobrar imposto aos bens dos emigrantes

  • Como declarar bens estrangeiros na Suíça?
  • Quem é obrigado a declarar?
  • O que tenho de declarar?
  • Que documentos e preciso apresentar? 
  • Quem deixou a Suíça nos últimos anos tem de declarar os bens.
  • Também posso declarar o empréstimo que pago em meu pais de origem?
  • Quanto vou pagar de imposto?
  • Existe um plafond mínimo para pagar esse imposto?
  • Mas e quem não preenche declaração de impostos?
  • O permis B agora é obrigado a declarar impostos?
  • Meus bens são fora da União Europeia, também tenho de declarar?
  • Comprei um imóvel por um preço mais alto que o credito. Qual deles devo declarar?
  • Apenas comprei meu imóvel em 2016 também tenho de declarar?
  • Deixe sua pergunta ou comentário.

  • Como declarar bens estrangeiros na Suíça?

Para declarar seu bens que se encontram no estrangeiro apenas precisa fazer uma declaração espontânea.

O que é uma declaração espontâneaDeclaração espontânea significa que é de sua iniciativa declarar esses mesmos bens. É de sua vontade declarar ao estado possuir bens no estrangeiro. Ao fazer esta declaração esta a demonstrar estar interessado em cooperar com alei, por esse motivo será menos castigado com multas, juros ou outras punições do género. Caso não fizer a declaração de bens, a partir de Janeiro de 2018 será o serviço de impostos que vai procurar os infractores, nestas circunstâncias pode levar a custos muitos altos.

Essa declaração deve ser enviada para o serviço de impostos da sua região (cantão).

Nota: Se mudou de cantão e vai enviar a declaração de impostos a primeira vez. Neste caso a declaração espontânea não será enviada para o cantão onde já se encontra a residir, mas sim para o cantão onde residia anteriormente para o calculo dos anos anteriores (dez anos de atraso). Ao enviar a declaração de impostos onde reside actualmente deve preencher o formulário onde declara os bens no estrangeiro.

  • Quem é obrigado a declarar.

Declarar um bem imobiliário, uma conta bancaria ou outro é uma obrigação na Suíça. Para muitos ainda não é muito claro que o deve fazer.

Existindo já a lei da obrigatoriedade de declarar seus bens do estrangeiro, a partir de janeiro de 2017 essa mesma lei ficou mais controlada por motivo da troca de dados com outros países. O que leva os cidadãos a ser obrigados a fazer uma declaração espontânea.

Quem é obrigado a declarar: Declarar os bens que se encontram no estrangeiro e obrigatório para todos os habitantes na Suíça, com qualquer nacionalidade ou autorização de residência.

Se apenas possui um permis A, L, B, C terá de declarar .

Se possui um passaporte suíço terá de declarar também.

Nota: Terá de ter residência na Suíça.

  • O que tenho de declarar.

  • Os bens que deve declarar são todos os que tiver registado em seu nome, imóveis, terrenos, contas bancarias, veículos etc.
  • Bens que tenha herdado e estejam em seu nome também terá de declarar.
  • Todos os tipos de benefícios (lucros) como arrendamentos de casas, apartamentos, lojas, etc.
  • Contas bancárias  (contas á ordem ou contas a prazo).

Se tiver encargos também o deve declarar.

  • No caso de pagar um crédito de habitação deve declarar quanto paga por mês e apresentar o certificado do banco do fim do ano.
  • Despesas com manutenção de seus bens. Não  é válido despesas de melhoramentos ou obras.
  • Seguro dos imóveis.
  • Despesas do condomínio.
  • Se for confrontado com estragos em seu imóvel pode apresentar as facturas de reparação.
  • Que documentos é preciso apresentar?

Os documentos que necessita apresentar podem ser vários. Mas em uma primeira declaração espontânea não será necessário documentos. Apenas uma carta será o que deve enviar.Para quem envia a declaração de impostos por Internet também não e necessário enviar documento nenhum.

Futuramente e se o serviço dos impostos o achar necessário ser-lhe a enviado um pedido para apresentar alguns comprovativos.

Os documentos e comprovativos que podem ser pedidos:

  • Avaliação patrimonial do imóvel (valor do imóvel). (Caderneta predial)
  • Se possuir terrenos caderneta do terreno com avaliação do mesmo (valor do terreno)
  • Comprovativo do pagamento valor do IMI.
  • Crédito (atestação de juros anuais e saldo da dívida).
  • Declaração bancária do passivo  do 31 de Dezembro do ano corrente ou outros anos se houver atrasos. Contas correntes.
  • Declaração bancária dos juros e passivo em caso de conta a prazo.
  • Contracto de compra se necessário. (imóvel, terreno).
  • Contractos de arrendamento.
  • Facturas das despesas que apresentou (manutenção, pagamento condomínio, Seguros).
  • Veículos, motas, barcos, atestação do valor aproximado.

Lista de documentos para preenchimento “declaração impostos Suíça”

  • Quem deixou a Suíça nos últimos anos tem de declarar os bens?

Se já deixou a Suíça e levou consigo todos os direitos (2° pilier). Não necessita declarar, se estiver a pedir seus direitos, pode ainda vir a ter de declarar os últimos dez anos. Mas acho por bem informar-se no serviço de impostos da região onde residia.

  • Também posso declarar o empréstimo que pago em meu país de origem?

Sim, se estiver a pagar um crédito de um bem que comprou (por exemplo sua habitação) pode apresentar o comprovativo dos pagamentos como despesas. Se seu banco não lhe enviou o comprovativo no fim do ano de quanto pagou de crédito, antecipe-se e peça já o seu.

  • Quanto vou pagar de imposto?

Os impostos a pagar, tudo depende do Cantão onde se encontrar a residir.

Alguns cantões apenas cobram imposto sobre o valor do imóvel, outros o valor do imóvel mais o valor do arrendamento, e alguns mesmo que não esteja arrendado, terá de pagar imposto sobre o valor locativo, ou seja o valor que ganharia se arrendasse o imóvel.

No caso de se tratar de uma conta bancaria, (muitas são contas a prazo) o imposto será uma média de 1% do valor. Como o primeiro imposto que vai ser calculado a partir de dez anos atrás até ao ano corrente, pode atingir os 10% de valor que se encontra na conta. Por esse motivo deve ter o certificado de 31 de dezembro de todos os anos nos últimos 10 anos no caso de ter quantias diferentes nos anos anteriores ao ano corrente.

Exemplo: Uma conta com 100’000 mil francos paga mais ao menos 1% por ano se multiplicar por 10 anos faz 10% ou seja 10’000 mil francos de imposto. Mas se em anos anteriores apenas tinha 50’000 o imposto já é mais pequeno, por motivo de ter menos na quantia.

No caso de uma conta corrente apenas deve dar o extracto de quanto possuía na conta no dia 31 de Dezembro de cada ano. E será com esse documento que se decidira o imposto.

Nota: Estes números são impostos a cem por cento, seu imposto será calculado de acordo com o salário e seus ganhos ao fim do ano.

  • Existe um plafond mínimo para pagar esse imposto?

Não, tem de declarar  mesmo que sejam quantias pequenas.

  • Mas e quem não preenche declaração de impostos?

Quem não preenche a declaração de impostos apenas necessita de enviar a carta de declaração espontânea, se for necessário algum documento o serviço de impostos vai entrar em contacto e pedir o que precisa.

  • Com o permis B é obrigado declarar impostos?

Não, com o permis B não é obrigado a declarar ou enviar a declaração de impostos. Embora para quem não tenha salário muito grande eu aconselho a fazer uma simulação, como é conhecido o imposto na fonte (source) é muito mais elevado em comparação aos outros. Este é um imposto calculado a cem por cento de seu salário e que não foi deduzida nenhuma despesa.

Ao enviar uma declaração de impostos pode deduzir muita despesa. O que posso deduzir em meus impostos? O que o pode levar a receber algum reembolso.

Reduções fiscais, alguns concelhos para poupar em seus impostos “Suíça”

  • Meus bens são fora da União Europeia, também tenho de declarar?

Sim, embora ainda não sejam todos os países a ter assinado o acordo de troca de informação. Pode já contar com alguns como o Brasil, Uruguai, México etc.

  • Comprei um imóvel por um preço mais alto que o crédito. Qual deles devo declarar?

O crédito não e o valor do imóvel, tem de declarar o valor que está declarado nas finanças. O documento da ultima avaliação será o mais indicado.

  • Apenas comprei meu imóvel em 2016 também tenho de declarar.

Sim tem de declarar, a única vantagem é que não tem anos anteriores a declarar. Apenas paga o imposto a partir desse ano.

Opinião.

Em nossa opinião este assunto não e para ser mal executado pois pode ser considerado com uma fraude aos impostos. Por esse  motivo aconselho a entrar em contacto com alguém que saiba como preencher a declaração de impostos. No caso de declaração espontânea a letra deve ser bem feita por isso se não sabe escrever a língua francesa peça a alguém que o faça.

Esperamos ter esclarecido alguma dúvidas sobre como declarar seus bens do estrangeiro. Caso tenha alguma outra dúvida deixe seu comentário, se preferir um comentário anónimo pode acessar nossa pagina de contacto.

Links úteis Anexados:

Bareme sur le revenu (pdf, 149 ko)      válidos para 2013, 2014, 2015 2016, 2017, taxa de base 100%

Bareme sur la fortune (pdf, 108 ko)     válidos para 2013, 2014, 2015 2016, 2017, taxa de base 100%

Declaração espontânea. Leia atentamente e faça a troca das linha azuis.

Infosuiça.com dê um gosto em nossa página facebook

Fraude à segurança social “Suíça”

Seguradoras querem contratar detectives

Suíça vai cobrar imposto aos bens dos emigrantes

O que é as Poursuites na Suíça

84 Comments

  1. Qual o percentual p o calculo de impostos no canto de Zurique ?
    O Brasil assinou o acorde de transparencia ?

  2. Mais umas informações que fui aprendendo ao longo dos anos de viver aqui na Suíça.

    O imposto sobre a fortuna não é muito alto. É “permil” e não “percento”. Em de Neuchâtel a fortuna á tributada apenas a partir de 50’001 CHF: (Em outros cantões as tabelas são diferentes. Neuchâtel é um dos mais caros. Exemplo: Em Genebra está isento até 500’000 CHF de fortuna).

    Imposto Fortuna Neuchâtel:
    De 0 a 50000 CHF está isento
    De 50’001 a 200’000 para 3%°° ou seja 450 CHF no máximo,
    De 200’0001 a 350’000 para 4%°° ou seja 1’050 CHF no máximo,
    etc. ver link: http://www.ne.ch/autorites/DFS/SCCO/impot-pp/Pages/Baremes.aspx (No fundo da página)

    No caso de Neuchâtel para reduzir o que tem que pagar en termos de fortuna, pode declarar as suas dividas (que é considerada com fortuna negativa): Exemplos: Emprestimo da Casa, Divida nos cartões de crédito até 31 Dezembro.

    Relativamente ao valor locativo do imóvel (o valor que ganharia se arrendasse o imóvel), que existe em Neuchâtel, é possivel reduzir declarando o condominio, seguro multiriscos e arranjos na casa que não aumentem o seu valor. Isto no caso de não alugarem o imóvel. Se alugarem o imóvel então o que podem deduzir muda. E antenção que se alugarem a renda cobrada em Portugal é considerado um redimento obtido no estrangeiro que tem de ser declarado na Suíça e que terão de ter atenção da dupla tributação caso sejam tributados na fonte em Portugal.

    Mais uma vez consulte um cosultor de impostos da sua região pois cada Cantão tem as suas regras.

    Espero ter ajudado.

  3. É importante entender que os impostos na Suíça variam de catão para cantão.

    IMI não é a mesma coisas que imposto sobre fortuna. São dois tipos de impostos diferentes. Dai não existe dupla tributação. O IMI na Suíça chama-se “Impôt foncier”(Françês) e não substitui do imposto de fortuna. Quem tem casa fora da Suíça paga IMI em Portugal e Imposto sobre a fortuna na Suíça. Quem tem casa na Suíça paga “Impôt foncier” e Imposto sobre a Fortuna na Suíça.
    No caso do cantão de Neuchâtel, para o imposto sobre a Fortuna, consideram o valor de compra da casa (escritura) e não o valor que aparece na avaliação actualizada do estado Português (usada para calcular o IMI). E desse valor apenas consideram 80% para o calculo do imposto. No entanto o cantão pode pedir uma actualização do valor se bem entenderem.

    Em caso de duvída devem sempre consultar um consultor de impostos “Fiduciaire” (Françês) do cantão de residência.

  4. Apenas paga imposto se seu salário assim o permitir. Mas tem de declarar sim, como também deve declarar quanto paga pelo crédito.

  5. O documento que tem de apresentar pode ser o do IMI. Esse documento tem o valor actual do bem que quer declarar.

  6. Se o governo suiço pedir uma atualizaçao atual do valor patrimonial tenho que fazer ou é valida a atual que esta escrita em Pirtugal?

  7. Você se tem um credito em portugal deve declarar sim, ate porque se tiver de pagar imposto na Suíça vai ser deduzida a prestação que paga desse mesmo credito.

  8. Tudo o que Senhora (Mariana Devaud) escreveu sobre (declarar bens do estrangeiro na Suíça) está correto.

  9. Desculpe ,ficou repetido 4 vezes a mesma pergunta,foi um erro meu ,boa tarde

  10. Ja preenchi os impostos e nao declareio que tenho em Portugal,posso ainda faze-lo ate ao fim do Ano?

  11. Boa tarde,eu ja prenchi os impostos e nao declarei o que tenho em Portugal,se o fizer até ao fim do Ano,ainda vou a tempo?

  12. Boa tarde,eu ja prenchi os impostos e nao declarei o que tenho em Portugal,se o fizer até ao fim do Ano,ainda vou a tempo?

  13. Estou na suiça a 26 anos e nunca ouvi que tinhamos que declarar os bens aqui na suiça ou melhor o escritorio que me faz os meus inpostos nunca me disse nada sobre isso!
    Agora vem este ano com ameaças de multas e pagar mais impostos sobre o que temos, tudo o dinheiro que tenho foi ganho aqui e enviado para Portugal de forma legal, pelo que sei em Portugal tambem pagamos impostos sobre os rendimentos que temos.

    Não entendo um País como a suiça querer que pague 2 vezes impostos sobre bens do qual já foram pagos,

    Por exemplo se eu ganhar o euromilhoes em Portugal vou pagar de imposto 30%(nao tenho certeza qual o Valor) de Valor ao estado portugues,mas como estou na suiça tambem que declarar aqui e por isso pagar imposto sobre esse dinheiro do qual ja paguei ou seja pagar duas vezes imposto do mesmo valo ganho? pelo que sei é ilegal isso !

    Para ja ainda nao declarei nada ate estou para ver qual sera o tombo que vou apanhar ! a partir de quando é que o governo suiço começa a obter dos nossos bens em Portugal? é só a partir de este ano?

    Desde ja agradeço a atenção

  14. Boa noite
    Gostaria de esclarecer uma dúvida , eu tenho o premisso B e vou definitivamente para Portugal sou obrigada a declarar alguma coisa ?
    Já me dirigi ao sindicato dos trabalhadores que na minha zona se chama Unia e lá me disseram que sim que era obrigada a declarar tudo inclusive o apartamento que tenho em Portugal ,mas ,que o melhor seria ir a um contabilista que ele me trataria de tudo, acontece que o contabilista disse que como vou definitivamente para Portugal não tinha de declarar nada, agora estou sem saber o que fazer e onde me dirigir.
    Agradeço uma resposta e obrigada pela atenção

  15. @ Luis

    Ah, não sabia que tudo aparecia nas finanças, aprendi algo! Mas então não há problema visto que não há valor atribuido não é necessário declarar.

  16. Ola Mariana,obrigada pela atenção,sim o entrar no portal das finanças também la esta Viaturas(Tractor e Moto4)só não tem valores atribuídos como Casa e terrenos.

  17. @ Luis

    Tudo depende do valor das máquinas. Se o valor é insignificante, estilo 4 ou 5 mil euros, é como os carros de ocasião, não é importante declarar pois não são valores que vão fazer explodir a fortuna. E demais não estão inscritas nas finanças, penso eu. Mas se quiser ter a certeza informe-se junto da administração cantonal dos impostos.

  18. Ola a todos tenho uma duvida no qual me tem dito que não e preciso declarar,sobre as maquinas agriculas o seja tractores moto4 que estão em portugal tem que se declarar o não o maioria das informações que tive disse-ramo que não.

  19. @ Lains Olinda,

    A Senhora faz como entende. Se, se quer fiar a um programa de televisão feito por pessoas que não conhecem o sistema fiscal suíço, o problema é seu, mas por fazor não dê conselhos aos outros. Se a Senhora vive e trabalha na Suíça tem que se conformar às leis do país em que vive e na Suíça a LHID – Lei de harmonisação dos impostos directos, cantonais e comunais, estipula que : “o imposto sobre a fortuna tem por objectivo o conjunto da fortuna total (art. 13 LIHD). As dividas provadas são deduziveis. O contribuinte deve por consequencia declarar a totalidade da sua fortuna na Suíça e no estrangeiro.” Isto incluí casas, contas, titulos, etc.
    Se a Senhora declarar os “tostões” que tem no banco, sem se denunciar antes, corre o risco (bem grande) de ser acusada de fraude fiscal, o que na Suíça é um crime penal pelo que os impostos vão denuncia-la à justiça e, que com um pouco de azar, será julgada por um juiz da UDC que a pode expulsar da Suíça. Desde o dia 1 de Outubro de 2016 está em vigor a lei “Para a expulsão imediata dos criminais estrangeiros” e a fraude fiscal transforma não importa quem em criminal!
    Porque não se informa directamente junto da administração dos impostos do seu cantão? Eles podem informá-la e vai ver que o programa que vio na televisão não é realista!
    Boa tarde e boa sorte a quem pensa que não é preciso declarar todos os bens.

  20. @ Maria

    Aconselho-a a informar-se junto da administração cantonale dos impostos do cantão dos Grisões. A comuna na maior parte do tempo não sabem grande coisa dos impostos, pois é o cantão que se ocupa de tudo. A comuna só sabe receber a parte que lhe cabe! A lei fiscal diz que todo individuo que se instale e trabalhe na Suíça por mais de 30 dias deve pagar os impostos sobre os rendimentos e os bens que possue aqui ou no resto do mundo, independentement do permis que tem, L, B, C. Os contabilistas não são fiscalistas!
    Normalemente a Senhora deve informar a administração dos impostos dos bens que possue e eles decidem se tem que passar a fazer uma declaração ordinária como os permis C e os suíços.

  21. Boa tarde ,eu estive muito atenta,dado que eu tambem nao estava informada,mas neste programa televisivo,ficou bem claro,nós somos obrigados só a declarar a conta bancária,nao bens imobiliarios,por isso e muito facil,quem tiver alguns tostoins no banco,é só declarar quando preenche os impostos,mais nada ,boa sorte

  22. Bom dia,
    Sou portador de um permisso L e trabalho no cantão Granbunden.
    Na segunda-feira dirigi-me à repartição das finanças da minha comuna, onde perguntei se tinha de declarar alguma coisa ou pagar algum tipo de imposto (inclusive o imposto sobre fortuna) e ao qual me foi dito que com este tipo de permisso não preciso declarar absolutamente nada, apenas os portadores do permisso C são obrigados a declarar tudo.
    Estive também a falar com uma contabilista de cá e ela disse-me exactamente o mesmo que me disseram na comuna.
    Aconselho todos a se dirigirem ás entidades que os possam devidamente esclarecer informar.

  23. Sr João Marques,

    Não há problema, o que escrevi foi só para todos poderem ter uma ideia do meu trabalho, não é nada pessoal!

    Ora bem, a carta de denúncia espontanêa deve ser enviada ao cantão de domicílio de cada pessoa, e como cada cantão tem as suas leis fiscais o resultado é o seguinte:

    Ao nível federal o artigo é sempre o mesmo: Art.175 al. 3 et 4 LIFD
    Cantão de :
    Vaud: Art. 242, alinéa 3 LI
    Valais: Art. 203 alinéa 3 LF
    Fribourg : Art. 220 al. 3 et 4 LICD
    Neuchâtel : Art. 250 al. 3 LCdir

    Genève è o unico cantão que tem um formulário en lnha para preencher:

    https://demain.ge.ch/document/denonciation-spontanee-elements-non-declares-entre-2007-2016

    Nos cantões suíços alemães, francamente o meu alemão não dà para ir à pesca de informações!

  24. Sra Maria Devaud obrigado pela resposta, mas eu nunca coloquei o seu trabalho em causa, se a sua interpretação foi essa peço desculpa. Simplesmente escrevi que estava confuso e coloquei as minhas dúvidas, e já agora sobre a carta de denúncia espontânea gostava de saber se é o art. 242 ou o art. 217.Obrigado

  25. Senhor João Marques

    Em primeiro lugar, quero informar que, após 24 anos de trabalho num banco privado, aqui na Suíça, desde há 14 anos a esta data preencho declarações de impostos nos cantões de Vaud, Valais e Fribourg (mais ou menos 300 por ano). Isto para explicar que os impostos na Suiça, eu conheço bem e quando tenho duvidas, informo-me junto das administações ficais dos cantões.

    O sistema dos impostos suíços é baseado numa progressão “a frio” dos rendimentos e da fortuna (quanto mais ganha e quanto mais fortuna tiver, mais paga de impostos) e que a taxa do imposto varia segundo os rendimentos, a fortuna e a composição da familia (solteiro, casado, divorciado, com filhos ou sem filhos).

    Na Suíça a LHID – Lei de harmonisação dos impostos directos, cantonais e comunais, estipula que : “o imposto sobre a fortuna tem por objectivo o conjunto da fortuna total (art. 13 LIHD). As dividas provadas são deduziveis. O contribuinte deve por consequencia declarar a totalidade da sua fortuna na Suíça e no estrangeiro.”

    Para evitar uma dupla imposição os elementos de fortuna no estrangeiro são exemptos de imposto na Suíça mas são tomados en conta unicamente para determinar a taxa do imposto sobre a fortuna e os rendimentos obtidos e localizados na Suíça.

    Eis a razão pela qual no meu exemplo existe uma differeça de imposto entre a casa declarada ou não. Sem a casa, os rendimentos do casal seriam só CHF 80’000.– e a taxa de cálculo do imposto seria mais baixa! O facto de adicionar o valor da casa aos rendimentos, faz aumentar a taxa de cálculo dos impostos. É por essa razão que as administrações cantonais dos impostos vão recalcular os mesmos desde a data de compra dos bens imobiliários ou da abertura das contas bancárias mas no máximo até 10 anos atráz.

    O caso do seu colega, que está a pagar imposto aqui na Suíça sobre uma casa em Portugal, permita-me dizer que não pode ser veridico! Que o valor da casa esteja mencionado na folha de cálculo dos impostos é normal, mas verifique que o valor sobre o qual o imposto é calculado (Revenu imposable – Fortune imposable) é só o valor dos rendimentos e da fortuna na Suíça.

    Quando eu tiver um pouco de tempo disponivel, publicarei uma cópia de uma decisão de taxação e cálculo de imposto do cantão de Vaud, de um casal com casa declarada, para vos dar uma ideia.

    Bom domingo

  26. Estou confuso com as explicações da Sr. Mariana Devand, com as do InfoSuiça nem comento
    A Sr. diz ao Sr. António que não vai pagar impostos sobre o Valor da casa em Portugal, a seguir diz que eventualmente vai ter um acerto de impostos agora pergunto se está isento de impostos dos bens em Portugal porque razão tem que fazer acertos?.
    PRECISAO
    Se realmente não se paga imposto dos bens de Portugal porque raZão o fisco vai fazer um cálculo a partir de 10 (dez) anos para trás. Porque razão os bens em Portugal servem para calcular as taxas a pagar na Suiça se estão isentos.
    Como é que não se paga na Suiça o Património que existe em Portugal se a Sra. dá um exemplo com um apartamento em Portugal no Valor de 80`000.00 Frs.
    Agora Pergunto para que serve o acordo (Convenção)entre Suiça e Portugal para evitar a Dupla Tibutação em matéria de Impostos sobre Rnndiemtos e Capital ( decreto n° 716/74)Revogado em 2013.
    Os Imigrantes que pagam que pagam os seus impostos (IMI) em Portugal não cometem nenhuma fraude.
    PS: Tenho um colega de trabalho que tem a casa declarada à muitos anos e está a pagar imposto sobre o imóvel na Suiça.

  27. Obrigado pela resposta Sr Jaime.
    Hum está bom, mas teria lógica em 2018 enviarem os saldos de fim de 2017 não?
    De todas as formas vou fechar a conta e não a vou declarar porque afinal de contas o dinheiro que lá está não è todo meu, eu já ando para fazer isso a muito mas a velha maneira Portuguesa só se trata das coisas mesmo a última hora e tenho deixado passar, de todas as formas se me pedirem esclarecimentos aqui eu só tenho a dizer que o dinheiro era meu e da minha mãe numa conta em conjunto logo não è justo ter que pagar imposto disso…
    Obrigado mais uma vez.
    Boa noite para todos os Portugueses por terras Suíças…

  28. Boa noite ser.Andre em princípio só em janeiro de 2018 é que vai haver a troca de informação automáticas nessa altura quem tiver contas ou o nome será invada ,atenção em janeiro de 2018 são inviados saldos das contas do fim de ano 2016 mas só o saldo não estrato de conta anual e muito menos bens imobiliários

  29. Boa noite.
    A minha questão è a seguinte, eu tenho uma conta conjunto com a minha mãe em Portugal logo o dinheiro não è meu na totalidade, neste caso o que devo fazer?
    Será que ao dar baixa dessa conta ou retirar o meu nome dela agora mais tarde eles não podem ver que tive essa conta?
    È que estar a pagar um imposto por algo que não me pertence è complicado.
    Obrigado desde já.
    Cumprimentos

  30. Muito boa tarde

    Ainda com respeito ao assunto do dia,pois se não devemos acreditar nas entrevista,então em que devemos acreditar ? os convidados da entrevista são especializados na matéria.
    Foram bem claros que nas casas não mudam nada e nem somos obrigado a declarar nada.
    Pois eu vivo na Suiça a 32 anos e hoje mesmo fui entregar os meus impostos e não declarei a minha casa em Portugal, mas cada um faz o que pensar ser melhor.
    Mesmo assim acho que aqui se debate bem o problemas ,este e muitos mais e so tenho agradecer a todos os participantes nestas conversas assim como a este sit e todos os que nele trabalham,muita força e continuem a informarem nos que as informações são sempre bem vindas e as trocas de ideias também. abraço a todos

  31. Se fosse a si não me fiava nessa entrevista.

    Se mora na Suiça, leia o que me foi respondido por escrito.

    Eu já enviei minha declaração espontânea e já recebi a resposta, todos os anos para traz vão ser submetidos a uma nova reavaliação para novo calculo de impostos.

    Madame, Monsieur,

    Nous vous informons que tous revenus ou toute fortune doit être intégralement déclarée.

    Votre maison, vos comptes bancaires et assurances diverses doivent impérativement être déclaré dans votre prochaine déclaration d’impôt.

    De plus, nous vous encourageons vivement à faire une annonce spontanée non punissable auprès de l’Administration Cantonale des Impôts, afin de régulariser votre situation au plus vite sur les années 2007 à 2015.

    Avec nos salutations distinguées.

  32. Boa tarde a todos, obrigado Senhor Jaime por a sua resposta que me foi muito util e esclaceredora, vi o programa todo e nela ouvi o Senhor Domingos Pereira que é conselheiro das Comunidades na Suiça a fazer a pergunta sobre os imoveis, e a respots foi bem clara, os imoveis não entram nessa informaçes, assim sendo não temos nada de declarar os imoveis o que me parece muito bem e correto, porque razão deviamos declarar na sui4a os nosso bens que compramos ou herdamos?
    Muito obrigado mias uma vez Senhor jaime.
    Agora os aldrabões que por aqui ou por outro lado andam a tentar amedrontar as pessoas que se informem melhor e depois que falem.
    Obrigado a todos

  33. O sistema automático apenas é um nome , a troca de informações quer dizer que a suíça tudo o que necessitar saber portugal vai informar. E Portugal o que precisar saber a Suíça faz exactamente o mesmo, informa.
    Se não declarar não acontece absolutamente NADA.
    Apenas acontece se por azar foi descoberto pelos impostos que não declarou. As multas são pesadas aconselho a declarar.
    Tem de declarar tudo.
    E a troca de informações do imobiliário vai ser feita sim.

  34. Estou com a mesma opiniao do Jaime,….
    Sera que e possivel obter resposta direta as nossas questoes?

    O que é o sistema automático de troca de informações relativo aos bens imobiliarios ?
    Que informacôes vao ser transmititas ?

  35. Olá boa tarde
    Estou a gostar de todas as me mensagems aqui deichadas mas cada vez estamos menos informados
    Fez-me rir quando o senhor infosuiça disse com o meu respeito ( apenas agora com o acordo da “EU” vai ser possível fazer cumprir a lei) e mais. (Mas também Portugal vai ganhar com isso )são palavras do dono deste site infosuiça afinal de qual lado está do estado Suíço e português ou do lado dos contribuintes,com o meu respeito.
    As pessoas aqui o que querem saber a o seguinte
    O que é o sistema automático de troca de informações? Só diz respeito a contas bancárias.e não a imóveis !
    Se não declaro que acontece?
    É obrigado a declarar fortuna na Suíça? Sim
    Temos que declarar sem outra solução? Não não há troca de informações imobiliário!
    São dastas informações que todos precisamos não é só dizer temos que pagar temos que pagar que é o melhor Para todos saiam todos a ganhar!!

  36. Agradeço seu comentario.
    Mas como deve compreender a Suíça não vai tributar uma segunda vez, apenas esta a fazer cumprir a lei que sempre existiu mas que os emigrantes nunca respeitaram. Apenas agora com o acordo da Eu vai ser possibel fazer cumprir a lei pois a Suíça ja tem accesso aos dados no estrangeiro.
    Este assunto vai levar a Suiça a fazer pagar impostos sobre a fortuna no estrangeiro e não dos bens, e diferente.
    Mas tambem Portugal vai ganhar com isso… Não se esqueçam que e um acordo dos dois lados. ou seja quem estáa na Suiça e receve ajudas do social e outros e ao longo dos anos enviou dinheiro para Portugal pode estar em maus lenções. Mas quem saiu de Portugal e deixou dívidas ao estado e por esse motivo guarda o seu dinheiro na Suíça pode-se preparar, pois vai ter surpresas nos proximos anos.

  37. Sr Jorge, como nao é a “primeira vez” que quer declarar, deve entrar em contacto directo com a administraçao responsavel pelas declaraçoes espontaneas. É o mais correcto.
    Em relaçao ao “valor”, sao dez anos atras que se conta, ora desde 2006-2016 (10 anos) e sera um valor mais ou menos neste sentido (valor indicativo)

    por cada ano 1800.- x 10 anos = 18000.- estimativa

    Aconcelho a esclarecer o mais rapido possivel, visto que em termos de contas bancarias eles vao ter ja acesso ao saldo do 31 de dezembro de 2016.

  38. Boa noite Sr Albino, dupla tributaçao, nao… para quem vive na suiça nao faz declaracao de irs em Portugal e ate que eu saiba em Portugal nao se paga por ter dinheiro em contas bancarias, logo nao se pode dizer que se paga duas vezes em nenhum dos casos… em Portugal o irs é sobre os seus salarios recebidos e nao pelo valor de saldo bancario nem de propriedades, ha sim o IMi que nao tem nada a haver com impostos.

  39. Caro Sres

    A ideia que fico é deste artigo é que os haveres no país de origem podem ser também tributados na Suiça. Ora por informação pessoal por técnico em fiscalidade em Portugal é proibido por lei haver dupla tributação, era só o que faltava. No caso concreto da Suiça, embora o espirito da lei seja o combate á fraude fiscal e lavagen de dinheiro, a Suiça não é exemplo para ninguém, a maior parte do dinheiro sujo passa por aqui, mas como não fala é sempre bem recebido. Que deixem os honestos trabalhadores portugueses em paz.

  40. Bom dia
    Obrigado Sra Célia pelas informações já estamos mais decorado,isto é um assunto um pouco complicado vivemos num país onde é obrigado a declarar tudo o que temos,agora se podarmos andar mais alguns anos sem declarar melhor,os que fazem as leis se poderem fugir aos impostos também o fazem,agora é a cada um de fazer como acharam melhor

  41. Sr. Jaime. Não sei se o senhor fala por conhecimento, mas se o fizer melhor. O procedimento será nesta direção os bancos vão informar as Finanças (autoridade tributária) do que possui (contas) as Finanças por sua vez vão enviar uma declaração ao país onde o contribuinte mora… E é assim que a admistracao fiscal neste caso a da Suíça vai tomar conhecimento do que se possui. Por outro lado se a administração desconfiar de alguma coisa, por exemplo que esteja no social a receber vai poder pedir ao país informações.

  42. Bom dia ,eu jà declarei os meus bens em Portugal no ano passado ,mas fui mal acomselhado e nao declarie uma conta que tenho là .
    A minha pergunta é se me denunciar pela segunda vez o qué que me vai acomtecer e quantos anos è que tenho que apresentar os extratos e quanto é que se paga se tiver uma conta com 180000 euros .
    O que é que me acomselham no meu caso!.
    Desde jà o meu muito obrigado.
    Jorge Gomes

  43. Boa tarde
    Senhora Célia O sistema automático de troca de informações não diz respeito a imobiliário só contas bancárias é isto que tem que explicar a toda a gente como é que fisco suisse var ter asseço às informações se Portugal não as dá já foi dito numa reportagem na RTP e o fisco suíço também não tem autorisação para ir ver ,para isso terá que haver acordos a esse respeito pode nos explicar senhora Célia

  44. A lei suiça diz que todos os rendimentos e fortuna(contas, casas e afins) devem ser declaradas, para todos os residentes na suiça, isto é para TODOS, seja com que permis for ou mesmo um suiço.
    O que acontecia antigamente,e com o sigilo que existia, nao havia troca de informação, a partir de agora essa informação vai ser disponibilizada, a nova era de informática permite.
    Por isso TUDO deve ser declarado, agora se o vao ou querem fazer já uma outra questão, e que fica à responsabilidade de cada um. Sabendo que quem tem bens pode ser sujeito a imposto e este pode ser pedido que paguem os retroativos dos últimos dez anos.

  45. Boa noite
    Jà muita coisa foi dita e nada em concreto porque continuamos a fazer as mesmas perguntas e sem respostas,dejá obrigado ao infosuiça por a sua página assim queda um pode deichar a sua mensagem,vamos lá ver se a gente se entende,o que é o sistema automático de troca de informações? Há algumas pessoas que viram a reportagem na RTP onde disseram que não diz respeito a imobiliário só a contas bancárias,pôr isso as finanças portuguêsas não vão enviar nada que diz respeito a imobiliário,e as finanças Suíças também não vão ver nada a Portugal para isso é preciso acordos bilaterais entre Suíça e Portugal ou união europeia.
    Agora quanto a impostos aqui na Suíça toda a gente sabe ou deveria saber que insiste imposto sobre a fortuna para residentes aqui na Suíça eu já sei isto á 30 anos,agora é a cada um de ver se quer estar legal com tudo em dia ou não,espero ter informado um pouco deixe o seu comentário só assim estaremos mais informados obrigado.

  46. Boa tarde,

    Trabalhadores estacionais com o permisso L, à qual estão isentos de fazer declaração de impostos ao fim do ano (uma vez que é lhe descontado todos os meses no seu salário) têm que declarar alguma coisa?
    Agradeço resposta.

  47. Comprei apartamento em 2009 e nao declarei tenho que declarar desde entao ou só apartir de 2017. vou pagar alguma multa?

  48. O sistema automático de troca de informações não diz respeito a imobiliário só contas bancárias

  49. Ola boa tarde eu vou para a reforma antecipada este ano 2017 em Abril e gostava de saber se tenho que declarar os bens que tenho em Portugal como a casa conta bancaria carro obrigado Antonio Daniel

  50. Eu ate gostava de saber quantos portugueses pagam o imposto em Portugal?
    Fazem declaração de IRS?
    Porque o imposto que muitos dizem pagar em Portugal é o IMI, e esse imposto é sobre o imobiliário que se possui.
    Aqui na suiça chama-se Impôt Foncier.
    Diferentes impostos:
    Portugal -> IRS
    IMI
    Suiça -> Imposto sobre rendimentos
    Imposto sobre Fortuna (que nao existe em Portugal ate uma certa quantia)
    Impot foncier (imobiliário)

  51. Boa noite,

    Quem tem Permis B, não estâ obrigado a declarar, ok.

    No meu caso tenho permis B, e em 2015 fiz a rectificacao do imposto a la Souce.

    Estou a pagar um credito para habitacao em Portugal, tenho que declarar a hipoteca do mesmo?

    Ou faço sô a rectificacao do imposto a la souce sem declarar a hipoteca do imovel que tenho em Portugal?

    Hoje falei com o meu contabilista que me faz a rectificacao do imposto, e ela afirmou que quem tem permis, nao tem que declarar imoveis?

    Tenho duvida em relacao a isso.

    Obrigado, aguardo resposta dos especialistas da swiss info.

    Merci bien

  52. Jose De facto todas as informações que tivemos são exatamente as mesmas que o amigo. Por isso como as leis em Portugal funcionam como todos sabem eu aconcelho a seguir o que a lei suíça pede para fazer. Informo ainda que as multas e retroativos de dez anos podem ser muito elevados.

  53. Bom dia , eu hotem estive a ver a RTP Internacional ( DECISAO NACIONAL )e por o que compriendi eles disseram que so as contas bancarias é que iam ser deportadas , ou seja que a casa ou apartamento , PPR e certificados do tesouro nao ia ser tranferida essa indformaçao , eu queria saber se esta correcto ao nao , pois pedi algumas informaçois aos Impostos no Canton De Vaud (Suiça)que dizem o contrario onde me responderam da seguinte forma.

    Madame, Monsieur,

    Nous vous informons que tous revenus ou toute fortune doit être intégralement déclarée.

    Votre maison, vos comptes bancaires et assurances diverses doivent impérativement être déclaré dans votre prochaine déclaration d’impôt.

    De plus, nous vous encourageons vivement à faire une annonce spontanée non punissable auprès de l’Administration Cantonale des Impôts, afin de régulariser votre situation au plus vite sur les années 2007 à 2015.

    Avec nos salutations distinguées.

  54. natalia falo por mim eu na suica pago todos os meses 2000 fr nao acho bem pagar mais impostos o governo portuges nao devia premetir isso e uma vergonha

  55. Comprei um apartamento em França,em princípio vou abitar em França também terei que declarar mesmo abitando em França?

  56. Eu depois de ter lido estas perguntas que foram feitas e estes comentarios gostaria de fazer esta pergunta serà que a Suiça perguntou ou preocupou -se quando depositaram aqui nos bancos suiços milhoes e milhoes de francos roubados noutros paises . Porque como toda a gente minimamente imformada sabe que a maior parte dos politicos e terroristas de todo o mundo tem contas nos bancos suicos. E ai sim toma-se uma atitude nao so facilitar as investigaçoes mas tambem devolver-se o dinheiro de volta para essees paises onde foi roubado o dinheiro,e deixar de se preocupar com o dinheiro que foi ganho com o suor dos trabalhadores honestos que ja pagaram os seus impostos. Isto é simpelesmente vergonhoso para o mundo em que vivemos

  57. Resposta a Valter

    Com o permis B não necessita fazer a declaração já que paga imposto na fonte. Mas tem de pensar um pouco, imposto na fonte e altíssimo por isso disse no artigo que deve fazer uma simulação de impostos ou mesmo uma declaração de impostos para seu interesse. Poi se seu salário for baixo ou mesmo médio a possibilidade de receber retorno e altíssima.

  58. Sr Carlos. Declaração de impostos Nao tera de fazer, pode faze la se estiver a ser lhe descontado muitos impostos que não estarão corretos. Mas tem de fazer uma declaração aos impostos a dar lhe a “conhecer” que tem esse apartamente com a respetiva divida. Nao sei se fui clara.

  59. Boa noite sou imigrante na suiça tenho um apartamento em portugal mas estou a pagar o banco tenho o premy B tbm tenho que declarar os impostos?

  60. será que se levarmos isto para o tribunal europeu vale a pena . ( tou a pensar o fazer no caso de me fazerem pagar ) pois tenho 1 numero fiscal e não 2 como pode sêr possivel pagar impostos dos bens em portugal e repagar aqui. pagar impostos de dinheiro que ganho aqui onde já paguei aqui os impostos e repagar uma 2 vez. a sim sêr os maoires perdedores seremos como sempre nós comtribuintes e os respetivos paises neste caso portugal, pois a curto médio prazo as remessas dos imigrantes vão acabar, as vendas vão diminuir pois quem mais compra bens imobiliario são os imigrantes. ( continuem a dár á suiça e a empobrecer a europa ) se não conseguir no tribunal europeu vou viver para frança perto da fronteira e torno-me fronteirisso. assim já não pago pois trabalho mas não resido na suiça.

  61. Afinal quem tem permis B declara ou nao.

    Em cima dizem que tem que declarar.

    Mais abaixo jà dizem que não.

    Vai se tirar moeda ao ar?????????

  62. ROUTE DE MALAGNOU, 170B

    Marido em portugal a trabalhar eu na suiça embora na minha declaraçao de impostos o valor ganho pelo meu marido junta ao meu aqui……terei que declarar os meus rendimentos tambem em portugal???

  63. Fiz um impresto ao banco para pagar o apartamento e agora estou a pagar por 25 anos todos os meses que documentos tenho que pedir para declarar o apartamento na suiça ,os outros anos que nao se declarou aqui na suiça vai ter consequências queste ano ao declarar o apartamento in Portugal!!!desde 2013 que faço as impostas aqui na suiça só agora vou declarar a casa vou ter de pagar alguma coisa. Muito abrigada

  64. Boa tarde,gostaria de saber qual o montante maximo que podemos ter em fortuna para estar isento de imposto no cantao de Bern?

  65. Bom dia

    como muitos portugueses vivem em cantões alemães seria possivel receber a declaração espontânea mas em alemão? acho que ajudaria muitos emigrantes.

    Desde ja o meu muito obrigada

  66. Em resposta ao Sr Joaquim, só lhe digo que se fie na virgem e que não corra e vai ver o que lhe acontece, sempre foi obrigatório declarar os bens na Suiça assim como noutros países, só que enquanto as coisas se faziam a mão, isto é papel e lápis nada se passava mas, agora com o mundo informatico as coisas tornam-se bém mais cérias.

  67. Sr. Jorge Rodrigues, o montante máximo para nao pagar imposto de fortuna na suiça, no cantao de Vaud, é de 56 mil francos para solteiros e 112 mil para casados

    Sr. joaquim o senhor faz declaração de impostos em Portugal?

  68. Pequena pergunta qual o montante maximo que podemos ter em fortuna para estar isento de imposto caton de vd

  69. Essa era boa !!!
    Já pago impostos em Portugal,já pago na Suíça
    e ainda ia pagar mais …
    Mas será que algum dia me vai dar alguma coisa !?
    Ou só querem mamar !!!!
    Peço desculpa mas a pessoa que escreveu este texto ,não deve estar informada a 100% da situação…
    Mas isto tem alguma lógica???????
    Poupem me .

  70. Eu não acha isto muito normal . Quer dizer já pagamos os impostos aqui na Suíça e o dinheiro que conseguimos poupar ( o que nos resta ao fim do mês é pra por de lado ) ainda vamos pagar impostos desse dinheiro com que nos compramos casa ? Sem credito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*