Ministério dos Negócios Estrangeiros está a tentar retirar Portugal da lista de risco Suíça

Ministro dos Negócios Estrangeiros Portugal
Ministro dos Negócios Estrangeiros Portugal

Portugal esta na lista de países de elevado risco de infeção e que entra em vigor esta segunda-feira na Suíça. Os migrantes portugueses estão portanto obrigados a cumprir quarentena quando chegam à Suíça.

Com mais de 10 mil emigrantes portugueses que assinaram uma petição para contestar a decisão. Também o Ministério dos Negócios Estrangeiros português defende que a medida das autoridades suíças já não é a apropriada e não se justifica.

Nestes últimos dias mais de 10 mil emigrantes portugueses na Suíça assinaram uma petição para retirar Portugal da lista de risco do país onde vivem.
A Suíça anunciou na ultima atualização de países a risco no início do mês que Portugal fazia parte desses países com risco de infeção elevada. Partimos então do princípio que na próxima segunda-feira 14 de Dezembro, os portugueses que regressam à Suíça são obrigados a cumprir uma quarentena de dez dias. Segundo o jornal português “Público”, esta imposição já levou a inúmeros cancelamentos de viagens que estavam marcadas e, caso visitem Portugal na mesma, os emigrantes portugueses terão de cumprir isolamento quando regressarem das festividades natalícias portuguesas. “Anunciar sua chegada”

Petição

A petição já foi enviada para o Ministério da Saúde suíço, para evitar que Portugal se junte à lista de risco, onde também fazem parte países como Itália, Áustria, Polónia e Hungria. Da parte do Ministério dos Negócios Estrangeiros, já está a realizar “diligências diplomáticas” para que as autoridades suíças revejam a situação, acrescentando que “a decisão já não se justifica na data dos dias correntes”, tendo em conta que o número de novos casos diários não tem aumentado em Portugal.

Segundo as regras da Suíça, se a incidência registada no país de origem exceder, pelo menos, em 60 casos de infeção a incidência da Suíça, então o país é incluído na lista de risco elevado.
Na altura da decisão, no início do mês de dezembro, pode-se dizer que Portugal estava em uma situação de mais alto risco. No entanto, e se tomar-mos nota dos dados do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças publicados esta quinta-feira, Portugal registou 565 casos por 100 mil habitantes no últimos 14 dias, valores que são inferiores aos registados na Suíça.

Será possível que esta decisão ainda seja alterada a tempo?

O Ministério de Negócios Estrangeiros garantiu ao PÚBLICO que está a realizar “diligências diplomáticas” para que a Suíça reveja esta decisão.  E segundo o Ministério “Portugal está a acompanhar muito de perto a situação gerada pela classificação do nosso país como ´zona de risco` pela Suíça” e já forneceu “às autoridades suíças uma informação mais atualizada sobre a situação epidemiológica”. “Tem sido particularmente valorizada a melhoria gradual registada em Portugal nas últimas semanas”, uma “tendência positiva” que “faz com que a decisão das autoridades suíças já não se justifique”, acrescentou.
Fonte: https://www.publico.pt/ / https://expresso.pt/

2 Comments

  1. Acho que a quarentena para os cidadãos Portugueses nesta faze não faz qualquer centido,espero que seja Retirada.

  2. Está correto, mas Portugal tem que considerar os emigrantes da Suiça, e conceder-lhe todas as regalias que todos os restantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*