Quero emigrar para a Suiça

Bandeira Suíça com nuvens por trás
Bandeira Suíça

Trabalho? Quer emigrar para a Suíça?

Quero emigrar para a Suíça

Está a pensar emigrar para a Suíça, saiba como procurar seu emprego.

Saiba como e onde deve procurar as melhores oportunidades de trabalho na Suíça.

Como é reconhecido por muitos a Suíça é ainda um dos países mais procurados para emigrar pelos portugueses. Esta escolha tem uma grande procura devido às condições de vida e trabalho que são oferecidas pela Suíça, as oportunidades de trabalho para portugueses são ainda enormes e com alguma facilidade de se encontrar.

Se está decidido a emigrar para o país helvético e quer tentar uma vida melhor para si e sua família saiba como e onde deve procurar seu trabalho “emprego”.

Ainda existe trabalho na Suíça?

Sim, como a Suíça oferece boas condições de trabalho é um país com alguma procura não apenas por portugueses mas por vários países da união europeia. O mercado de trabalho é muito apelativo e as razões para isso são muitas, o desemprego é muito baixo como indicaram os dirigentes suíços, em 2014 apenas se registou 3,2% de taxa em desemprego.

O desemprego é baixo, ordenados acima da media, qualidade de vida, e a nível de saúde funciona muito bem.

Para muitos portugueses a Suíça e um paraíso, pois os empregos são estáveis, e por motivos do acordo de livre circulação  entre a Suíça e a união europeia a entrada no país é quase sem alguma restrição. Depois de entrar em território suíço qualquer cidadão da união europeia apenas precisa de obter uma autorização de residência, documento esse que facilmente consegue com um contrato de trabalho.

Ter em nota que na Suíça a mentalidade de trabalho e muito diferente dos portugueses, já que em horários os suíços gostam de começar a trabalhar bem sedo para poderem despegar também sedo, começando desde das sete da manhã. Já em questão de compromissos os suíços não gostam de atrasos sendo muito exigentes em questões profissionais.

O horário de trabalho normalmente e no máximo de 45 horas de trabalho por semana e em questão de férias têm direito a 20 dias por ano, que neste caso por incrível que pareça é menos que a media da união europeia.

Ofertas mais procuradas.

As ofertas mais procuradas podem ser muito variadas, mas para a comunidade portuguesa os sectores mais vencidos e mais fáceis de encontrar trabalho é em construção civil, cafés, restaurantes ou seja em hotelaria e para que tem mais estudos como na área de saúde entre muitos outros mas estes são sem duvida os mais fáceis de encontrar.

 

Mas e onde vou procurar trabalho?

Para uma busca de trabalho pode começar já antes de emigrar para a Suíça, para isso apenas necessita de procurar em vários sites que vos vou indicar, entre muitos outros estes são dos sites mais visitados pelos internautas que procuram trabalho na Suíça. Emprego na Suíça

1. Sites Gerais
 
2. Saúde
3.Hotelaria
4. Construção Civil
Para encontrar ofertas destinadas a portugueses basta que defina bons critérios de pesquisa e, neste caso, a língua exigida (o português) pode ser uma boa ajuda.
Em território suíço não deixe de consultar os jornais e agências de emprego.

É caro viver na Suíça?

Sim. É muito caro viver na Suíça o custo de vida e elevadíssimo, tendo em atenção ao custo de seguros de saúde obrigatórios, habitação e o necessário para se alimentar, sim o seu ordenado é grande mas o custo de vida é equivalente.

Salários quanto vou receber?

Salário é um assunto muito questionado, no entanto posso adiantar que na Suíça não existe salário mínimo estipulado pelo estado, embora os suíços tentassem em 2014 estipular um ordenado mínimo para 3300 euros por mês. A mencionar que se este salário fosse aprovado seria o mais alto do mundo.

Na Suíça, apenas 9% dos 4,2 milhões de trabalhadores recebem abaixo desse valor, trabalhando a maioria em sectores como a hotelaria, serviços domésticos e no pequeno comércio.

HABITAÇÃO

A habitação e uma das coisas mais difíceis de encontrar, aconselho a procurar fora das cidades pois será muito mais barato mas terá de se deslocar para seu emprego de transportes públicos ou em seu próprio transporte só assim poderá encontrar habitação a um melhor preço.

Aqui ficam alguns sites para uma busca de habitação, só para ter uma ideia.

LÍNGUA

A língua é um dos factos mais importantes para procurar trabalho ou para se integrar no país, para isso deve dominar pelo menos uma das línguas Francês alemão ou Italiano dependendo de que parte do país pensa emigrar.

Autorização de residência

Os cidadãos portugueses não necessitam de qualquer tipo de visto para entrar na Suíça, no entanto, se pretende residir e trabalhar na Suíça é necessário que obtenha uma autorização das autoridades locais. Tipos de permis de residência.

O que precisa para uma candidatura

A procura de trabalho na Suíça e muito diferente de Portugal. Na Suíça tem certos documentos que devem acompanhar sempre uma candidatura a um posto de trabalho.

  1. Curriculum Vitae (CV)
  2. Carta de motivação
  3. Cópias de diplomas
  4. Certificados de trabalho
Todos os documentos devem ser redigidos numa das línguas oficiais do país (ou seja, francês, alemão ou italiano), podendo ser utilizado o inglês no caso de empresas multinacionais. Por norma a língua utilizada é a mesma que a da oferta de emprego.
Feita a candidatura, pode esperar uma confirmação de recepção. Sim, ao contrário do que acontece em Portugal, os recrutadores dão feedback das candidaturas. Aliás, a prática comum na Suíça estabelece que das duas uma: ou o candidato é chamado para a entrevista ou as empresas devolvem os documentos de candidatura.
 

CUIDADOS A TER

É importante que tenha noção que a qualidade de vida na Suíça tem custos e custos elevados, por isso é essencial que tenha meios de subsistência financeira para suportar os primeiros meses no país.
Mais. As qualificações académicas são muito valorizadas mas lembre-se que cada país tem sistemas de ensino próprios e que, por isso mesmo, é imperativo que solicite o reconhecimento do seu diploma académico. Para saber o que fazer consulte a página da SERI (State Secretariat for Education, Research and Innovation).
Não se esqueça também de levar consigo toda a documentação necessária e assegure-se que tem os documentos básicos – como CV, diploma académico, certificados de formação ou cartas de recomendação – traduzidos. Embora não estejam definidas regras oficiais sobre a tradução de documentos, é útil ter consigo traduções feitas por notários ou tradutores oficiais reconhecidos legalmente ou traduções autenticadas por funcionários diplomáticos ou consulares.
E claro, certifique-se que – caso já tenha trabalho assegurado – dispõe de autorização de trabalho e residência no país. Tal como mencionamos no artigo sobre os cuidados a ter antes de emigrar para a Suíça, esta autorização é fundamental. A falta dela pode implicar multas ou penas pesadas para si.

Só me resta desejar boa sorte e pedir-lhe que deixe sua opinião, sua necessidade, o que gostava de saber, não custa nada e só assim podemos ajudar nos artigos que mais precisa.

Clique aqui para dar sua opinião

LEIA TAMBÉM:

1 Comment

  1. resultado ganhasse 6.000.00 que e mentira so se for bancario, um trolha ou carpinteiro ganha no maximo 4.000.00 chf ao final de cada mes brutos limpos fica com 3.400.00 chf paga o aluger da casa o seguro de saude come mal e porcamente e chega ao final do mes a zero ….conclusao e igual a portugal so que os vizinhos que nos viram nascer na ve-em ….fora a pobreza que por aki ha …SIM AKI TAMBEM A MUITA POBREZA SO QUE ESTA ESCONDIDA …POBRES TUGAS O TEMPO DA MINA DOURO ACABOU HA 20 ANOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*