Seguradoras querem contratar detectives

Seguradoras querem contratar detetives
Seguradoras querem contratar detetives

As seguradoras querem contratar detectives para investigação quando suspeita de fraude.

Seguradoras querem contratar detetives
Seguradoras querem contratar detectives

Em caso de suspeita de fraude as seguradores querem recorrer a contratação de detectives particulares. Na sequência de recente decisão do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (CEDH) “Combats pour les droits de l’homme”. Um Comité Nacional decidiu apoiar a apresentação de uma iniciativa do Concelho dos Estados para resolver essa deficiência.

A Comissão da Segurança Social do Concelho de Estado decidiu elaborar uma iniciativa parlamentar em Novembro do ano passado. A CEDH já tinha sancionado uma seguradora devido a não existir um processo jurídico para que fosse permitido vigiar o segurado mesmo em suspeita de fraude.

 

Acreditando também que e necessário resolver estas lacunas o mais rápido possível, o Comité de Segurança Social do Conselho de Estado sem nenhuma oposição tomaram a decisão de analisar o todo este processo logo depois do inverno de 2017.

O Juiz da CEDH concedeu uma autorização para pagamento de uma soma de 8 000 euros por danos morais a uma habitante de Zurique de 62 anos por ter sido vigiada pela seguradora. Desta vez usaram detectives contratados.

De acordo com Estrasburgo O segurado sofreu uma vigilância que e contra a lei da Convenção Europeia dos Direitos Humanos, que protege o direito  e respeito da vida privada e familiar. As leis jurídicas na Suíça para este assunto são ainda muito vagas explicou a CEDH.

O Departamento Federal de Segurança Social já anunciou sua intervenção para resolver este problema. Por enquanto os seguros suspenderam os detectives privados ate uma decisão do Parlamento.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*