Seguros de saúde vão aumentar para o dobro até 2030

Seguros de saúde vão aumentar para o dobro até 2030

Os Seguros de saúde vão aumentar para o dobro até 2030 e grande parte da população não pode pagar.

Segundo um estudo do consultante de EY uma grande parte da população não vai poder pagar os seguros de saúde por serem tão caros. Dos dias de hoje até ao ano 2030 os custos da saúde deverão aumentar uma média de 60%.

As facturas mensais dos seguros de saúde de base dos dias de hoje são em média de 396 francos por pessoa, segundo o estudo da sociedade Audit e o conselho EY Suisse o seguro de base vai acima dos 800 francos por pessoa.

Com esta aumentação massiva, o poder de compra suíço para a classe media risca de diminuir de maneira significativa.

A grande maioria da população não vai poder mais suportar com as facturas de seguro de saúde obrigatórias. Da mesma forma, muito poucas pessoas ainda podem pagar seguros complementares “, diz Yamin Gröninger, chefe do desenvolvimento de negócios do sector de seguros no EY Suíça.

Se as medidas correctivas em grande escala não são feitas, na opinião do consultor, “um colapso financeiro de seguro básico pode vir a existir a médio prazo.” É muito urgente que as companhias de seguros reajam o mais rápido possível e encontrem soluções.

Explosão dos custos.

O sistema de saúde suíço certamente fornece serviços de primeira classe, mas é caro se compararmos com outros países industrializados. Os custos de saúde na Suíça aumentaram mais que o dobro nos últimos vinte anos. E segundo este estudo deve ainda aumentar mais 60% ate 2030. O que leva a um calculo da empresa de 116 milhares de francos.

 

As razões para a explosão dos custos ainda são a procurar, segundo a EY mas pode ser derivado a Incentivos e disfunção inadequadas, bem como o progresso da medicina, o aumento de doenças cronicas e o envelhecimento da população.

 

Leia também:

Como Funcionam os seguros de saúde na suíça

Fraude à segurança social “Suíça”

Documentos de residência (Permi B)

Custo de vida na Suiça

Reagrupamento familiar para Europeus

Facebook

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*