Suíça: “Depois de nos aplaudir, a população se esqueceu de nós”

Suíça: “Depois de nos aplaudir, a população se esqueceu de nós”
Suíça: “Depois de nos aplaudir, a população se esqueceu de nós”(foto ilustrativa)

Como a Suíça está atualmente a ser atingida por uma segunda onda de infetados, a equipa da UTI diz que está “exausta” e “enojada”.

É um grito do coração que lança a equipa de terapia intensiva na imprensa dominical. Estes últimos dizem que estão “exaustos” e “enojados”, enquanto a Suíça é atingida por uma segunda onda de coronavírus, relatam Le Matin Dimanche e o SonntagsZeitung, citando dados da Sociedade Suíça de Medicina Intensiva (SSMI).

“O mais frustrante é o sentimento de abandono. Depois de nos aplaudir, o povo se esqueceu de nós. As autoridades nos ignoram. Sinto que fui sacrificada “, disse uma enfermeira ao Le Matin Dimanche. Outro descreve semanas de trabalho de 60 horas. “Meu turno começa às 7h e termina às 19h30, com intervalo de três quartos de hora ao meio-dia. As tarefas estão a acontecer a uma velocidade vertiginosa. “

Franziska von Arx-Strässler, presidente da SSMI, compartilha algumas das preocupações de suas tropas. “Muitos dizem que dificilmente conseguem lidar com uma segunda onda de trabalho extraordinariamente longa”, acrescenta ela.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*