Suíça: Português morre na A1 quando mudava um pneu furado

Suíça: Português morre na A1 quando mudava um pneu furado
Suíça: Português morre na A1 quando mudava um pneu furado

O começo da semana foi relativamente complicado esta manhã de segunda-feira para os usuários da Auto-Estrada A1. As duas faixas foram bloqueadas por sua vez, causando interrupções ao longo da manhã. Três acidentes no mesmo local em apenas cinco horas.

Tudo começou pouco antes das oito horas, quando ocorreu um primeiro acidente fatal em Gland, na direção de Genebra. Um motorista suíço de 54 anos colidiu com um português de 36 anos que estava na faixa de emergência pouco antes de Bursins a mudar um pneu furado. Apesar da rápida chegada de ajuda, a vítima morreu no local do acidente.

Pouco menos de duas horas depois, dois motoristas colidiram enquanto dirigiam ao lado de Rolle na direção de Genebra. O carro de um suíço de 54 anos foi albaruado pelo veículo de traz. Após o impacto, o carro foi impulsionado contra o barreira sem a participação de outros veículos. O primeiro motorista sofreu ferimentos leves e foi hospitalizado em Morges. Quanto ao segundo envolvido, um motorista francês de 39 anos, foi levado de helicóptero para o CHUV pela Rega. Seu prognóstico vital ainda não é conhecido.

O responsável de plantão foi ao local dos dois primeiros acidentes e abriu duas investigações para determinar as circunstâncias exatas desses eventos, confiando as investigações a especialistas das unidades de trânsito da gendarmerie. Se você participou deste acidente, a polícia cantonal está a procura de testemunhas. Ligue para 021 333 53 33.

Animais na Auto-estrada

Finalmente, por volta das 11h45, dois camiões de transporte de animais causaram um novo acidente perto de Gland, mas desta vez na direção de Lausanne. Um dos dois veículos não conseguiu travar e evitar o veículo da frente dele. Os dois condutores ficaram com ferimentos ligeiros. Foram levados para o Hospital Nyon de ambulância por precaução.

Vários animais do veículo acidentado morreram no local, enquanto outros acabaram em passeio na Auto-estrada. Um terceiro veículo foi chamado para carregar os animais sobreviventes. Um veterinário foi ao local para sacrificar os animais gravemente feridos. A Auto-estrada também foi fechada durante a limpeza e recuperação dos animais.

Estes eventos exigiram a intervenção de várias patrulhas e da gendarmeria, várias ambulâncias, SMUR, equipe da DGMR, bombeiros, Rega e uma equipa de apoio de emergência.

Fonte: www.lacote.ch

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*