Suíça: Recuperação rápida da crise do coronavírus é irrealista, diz Berset

Coronavírus: Enquanto a Suíça agora tem 559 vítimas de coronavírus, o Ministro da Saúde apela há população a disciplinar e não descartar o toque de recolher na Páscoa.

Uma saída rápida da situação atual não é realista, estima o ministro da Saúde Alain Berset. Mas as partes, economia empresarial e os sindicatos estão a ficar impacientes: eles pedem uma estratégia de recuperação para a máquina económica a partir de 19 de abril.

O marco de 20.000 pessoas com resultado positivo para Covid-19 (21.100) foi ultrapassado neste fim de semana na Suíça. No domingo, o Escritório Federal de Saúde Pública (OFSP) contou 559 mortes. Ticino, o cantão mais afetado, tem 177 mortos e o cantão de Vaud, 123, enquanto o número de hospitalizações está a diminuir.

O Conselho Federal discutirá quarta feira as possibilidades de romper o confinamento, mas uma decisão sobre o assunto ainda não está prevista. Como uma saída rápida da situação atual não é realista, estima o ministro da Saúde Alain Berset em uma entrevista ao “SonntagsZeitung”. “Por enquanto, parece ilusório pensar que poderemos fazer muitas mudanças até 20 de abril”, disse o friburguês.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*