Suíça: Recusar-se a usar a máscara custará 250 francos

Polícia cantonal Vaud
Polícia cantonal Vaud

Os promotores suíços adotaram uma série de sanções uniformes em todo o país esta terça-feira: a recusa em aplicar a quarentena custará o mesmo preço para um indivíduo em São Galo ou no Ticino.

A Conferência Suíça de Promotores (CPS) adotou recomendações de condenação em caso de não cumprimento das medidas de proteção contra a Covid-19. Esta lista de multas deve permitir uniformidade no tratamento desses crimes na Suíça, disse o CPS em um comunicado esta terça-feira.

Se um indivíduo não respeitar uma medida de quarentena ou isolamento, corre o risco de 1.000 a 1.500 francos de multa, segundo as recomendações do CPS. O não uso de máscara é punido com multa de 250 francos.

Os organizadores e operadores de eventos também estão em causa. Na falta de um plano de proteção, correm o risco de uma multa de 2.000 francos. Se servirem bebidas e comida a clientes em pé, a multa é de 500 francos, segundo o site da SPC.

Embora tenham como objetivo harmonizar o tratamento das infrações da Covid-19, essas multas servem principalmente como recomendações, diz a CPS. A aplicação de penalidades pelo não cumprimento das medidas pode sempre variar de um cantão para outro.

1 Comment

  1. Reparei que a policia suíça em Zürich abordou um homem sem máscara e não o multou, ofereceu-lhe uma máscara. O polícia foi ao bolso e sacou algumas máscaras e retirou uma máscara para dar ao homem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*