Suíça vai cobrar imposto aos bens dos emigrantes

Suíça vai cobrar imposto aos bens dos emigrantes
Suíça vai cobrar imposto aos bens dos emigrantes

Suíça vai cobrar imposto aos bens dos emigrantes

Com a troca de informações entre Suíça e União Europeia, emigrantes recebem este Natal um balde de agua fria.

Muitos são os emigrantes que residem e trabalham á vários anos na Suíça. Portugueses, espanhóis, italianos todos os países da UE. Fique a saber as regras mudaram severamente e não para melhor.

 

 

A partir de 2018 Suíça terá todo o acesso automático aos dados bancários e a seus bens em seu país.

O que será submetido a imposto

Se possuir apartamentos, vivendas contas bancarias, Suíça apertou a lei, terá de declarar  seus bens na declaração de impostos 2016. Terá de ser entregue ate ao fim da primavera do ano de 2017 ao serviço de impostos cantonal suíço.

A troca automática de informações bancarias entra em vigor em 2018. Com esta troca de informações a Suíça, ou melhor, os cantões terão toda a liberdade para saber o que os contribuintes possuem em seus países de origem.

Mas não são apenas as contas bancarias a que terão acesso. Também podem aceder aos bens como apartamentos, vivendas e ate mesmo arrendamentos que estejam a receber.

 

 

Opinião

Para muitos emigrantes é difícil aceitar esta decisão, pois segundo grande parte deles este imposto já e pago no país onde se encontra o imóvel. Ao pagar um novo imposto na Suíça esta-se a pagar duas vezes o mesmo imposto.

Muitos suíços estão também nas mesmas condições. Ao terem comprado, investido ou herdado em um país da UE terão de declarar como qualquer cidadão estrangeiro .

Segundo o presidente do instituto de tutela e assistência a trabalhadores italianos, Mariano Franzin, as pessoas que não declararam os seus bens não fizeram nenhuma fraude. Todos pagavam os impostos em seus países o que os levava a pensar estar na lei.

O Que fazer

Sem poder informar números precisos os cantões de Neuchãtel e Jura já constataram um subida de denunciações voluntárias nos últimos meses.

Em efeito os contribuintes têm apenas ate a primavera de 2017, periodo de entrega da declaração de impostos para regularizar os problema.

Em caso de ser descoberto pelos serviços de impostos, a multa pode chegar a duas vezes e meia mais cara que o valor dos impostos que deveria pagar. Sendo este calculo multiplicado por dez anos de atraso, juntando ainda uma denunciação penal.

Se fizer uma denuncia voluntária pode evitar a multa mas não se livra dos impostos do imóvel  que depende de seu valor comercial.

Exemplo do imposto

Um casal que residir no cantão de vaud  e declare um bem imobiliário no valor de 130`000 mil francos terá uma media de 10`000 mil francos a pagar.

Um outro caso Se viver no cantão de Berne e declarar o mesmo imóvel mas só de 60`ooo mil francos já paga apenas 2`380 francos.

Poderia-mos ter vários exemplos mas apenas com mais um terceiro irá reparar o quanto pode modificar a quantia a pagar. Se o contribuinte for proprietário de uma conta bancaria com 175`000 mil francos um imóvel no valor de 213`000 mil francos e tiver com duas rendas AVS no valor de 1`945 francos seu imposto sobe para 36`000 mil francos.

 

Nota final

Mesmo que estes números dêem medo a muitos emigrantes, é sempre melhor fazer uma denuncia voluntária.  Regularizar todos os bens com os serviços de impostos. Já se o fisco descobre que não foi declarado algum de seus bens é considerado uma fraude o que lhe pode custar muito mais caro.

E como o Parlamento recusou uma amnistia fiscal os cantões não têm margem de manobra para com os contribuintes.

Um concelho do presidente de conferências dos directores cantonais das finanças Charles Julliard,  é melhor se informar com um contabilista especializado no assunto.

Como declarar bens do estrangeiro na Suíça.

Reagrupamento familiar para Europeus

O que é o social na Suíça

Direito de voto para estrangeiros na Suíça

Impostos na fonte Suiça (Source)

Como funciona a reforma na Suíça

79 Comments

  1. ((Mariana Devaud diz:
    Fevereiro 26, 2017 às 10:49 am
    (Já agora aproveito par explicar que o valor dos bens, móveis ou imóveis, que se encontram fora da Suíça, serve só para calcular a taxa de imposto do contribuinte que será aplicada para o cálculo do imposto sobre os bens e rendimentos (salários) detidos e obtidos na Suíça. Niguém vai pagar imposto sobre os bens que estão no estrangeiro.
    A lei fiscal suíça é aplicada a toda a pessoa que habita o território, que tenha uma autorização de trabalho L, B ou C tem que declarar todos os bens que detem no estrangeiro.
    Como exemplo: um casal tem um apartamento em Portugal de um valor fiscal de 80’000 francos, tem salários de 80’000 francos por ano, a diferença da quantia de imposto a pagar é de 180.00 francos por ano.
    As pessoas que têm razão em temer a nova situação, são aquelas que têm propriedades e contas no estrangeiro e que vivem aqui na Suíça à conta da assistência social! Essas sim, vão que ter que vender algo para reembolsar as quantias recebidas indevidamente. E irem para Portugal não será a solução porque existem convenções de ajuda judiciária entre Portugal e a Suíça!
    Os portugueses que têm contas na Suíça (e são residentes em Portugal) não declaradas em Portugal, também vão ser apanhados, porque a transmissão das informações faz-se nos dois sentidos!)á agora aproveito par explicar que o valor dos bens, móveis ou imóveis, que se encontram fora da Suíça, serve só para calcular a taxa de imposto do contribuinte que será aplicada para o cálculo do imposto sobre os bens e rendimentos (salários) detidos e obtidos na Suíça. Niguém vai pagar imposto sobre os bens que estão no estrangeiro.
    A lei fiscal suíça é aplicada a toda a pessoa que habita o território, que tenha uma autorização de trabalho L, B ou C tem que declarar todos os bens que detem no estrangeiro.
    Como exemplo: um casal tem um apartamento em Portugal de um valor fiscal de 80’000 francos, tem salários de 80’000 francos por ano, a diferença da quantia de imposto a pagar é de 180.00 francos por ano.
    As pessoas que têm razão em temer a nova situação, são aquelas que têm propriedades e contas no estrangeiro e que vivem aqui na Suíça à conta da assistência social! Essas sim, vão que ter que vender algo para reembolsar as quantias recebidas indevidamente. E irem para Portugal não será a solução porque existem convenções de ajuda judiciária entre Portugal e a Suíça!
    Os portugueses que têm contas na Suíça (e são residentes em Portugal) não declaradas em Portugal, também vão ser apanhados, porque a transmissão das informações faz-se nos dois sentidos!))
    BOM DIA.
    Não estou totalmente de acordo pois, se é verdade que os valores servem para aumentar a taxa a pagar também, é verdade que, mais ou menos 3/4 da totalidade dos rendimentos e, dos valores de fortuna, serão também taxados.
    Cumprimentos.
    Mendes

  2. Gostaria de saber se quando se fala de declarar o “valor do imóvel” de que valor exactamente se está a falar? será o valor de avaliação que se obtém no site das finanças de portugal com os dados da caderneta predial?
    Agradecia reposta breve.

  3. O caso que gostaria de contar é particular. Eu sei que em Portugal muita gente discorda da isenção de pegamento de IRS durante dez anos (nas condições exigidas claro)Eu fiz uma trapalhada e outros também em meu nome e a consequencia é que apesar de ter trabalhado ininterruptamente na Suiça de 1982 a 2014 eu não tenho direito a isso. Porquê? Porque a agencia imobiliária preenchia as declaraçoes de IRS renda de um apartamento)e assinalava residente em Portugal. Para além disso requeri o Cartão de cidadão e declarei a residência em Portugal.A ignorância é um desastre. Depois de muitos requerimentos a demonstrar que residi na Suiça, pedindo a correção de tudo o que de mal tinha sido feito, nada foi aceite e exigiam que todos os documentos fossem traduzidos em português. Entre esse documentos existia uma declaração do Consulado de Sion que atestava a minha residência que não foi considerada.Sou vitima dos meus erros e da minha ignorancia. Penso que neste momento não há nada a fazer. De resto tenho alertado todos os compatriotas para pôrem a residência do paìs onde vivem no Cartão do cidadão.Encontrei esta página de “infosuiça.com” muito interessante para todos os que viveram ou vivem no estrangeiro.
    Melhores cumprimentos e Festas Felizes.

  4. Bom dia eu tenho o permi L eu em 2016 não esteve na Suíça por acompanhar a saúde da minha esposa,eu não sabia desse imposto,o IRS faço em Portugal,que posso fazer?

  5. Ola Olinda.
    Os bens de Portugal tem de ser declarado antes de 2018 e devia ter sido feito antes de enviar a declaração de impostos por declaração espontânea.
    Aconselho a pedir ajuda de um Fiduciaire de sua região.

  6. Preenchi os impostos mas nao declarei o que tenho em Portugal,posso ainda fazê-lo?Ou ja nao vale a pena eespero o ano de 2018 para declatar tudo?

  7. Pois esta resposta esta deficil !!!gostaria que ela fosse concretizada para que muitas duvidas deste acordo fossem lucidas!??o que quer dizer que talvez haja por ai muita vontar de meter no bolso suisso algum milhares de francos a custa dos mais fracos”””emigrantes!”” E que os poderosos andam sem problemas d a vontade neste pais??

  8. Pois obrigada pelo conselho!mas gostsria de perguntar?retirada a complimentar fico com uma reforma de 1.108 francos pago de aluguer e electicidade mil duzentos francos!sem contar telefone e comida!!e possivel viver assim aqui na duisse???a casa esta a mais de 10 anos a venda nao se consegue vender por causa de ter uma estrada movimentada ao pe!!!sera que terei que me alimentar e sobreviver a comer as paredes??sim porque dinheiros no banco ca e la nao tenho!!!??agradesso uma resposta visto que a plantaforma so informa que temos que declarare tudo!mas nao da outras respostas que noz e eu pressiso de saber????

  9. Pois recebi ja documentos da complementar para declarare os bens em potugal bens imobeliarios e bancarios desde 2009!como tambem as contas no banco suisse desde 2009!!mas pedem extratos detalhados desde ai!!entregar os extratos bancarios de fim de ano concordo!mas detalhados penso ser ilegale!!gostaria de uma resposta nesse sentido!? Por outro lado as contas bamcarias irei declarare mas nao a casa!porque raio eide declarare uma casa que nao foi paga com dinheiros suisses mas sim com creditos pedidos em banca portuguesa e a mais de25 anos!!?gostaria que me desse uma openiao??em geneve ouico dizer que muitos emigrantes nao vao declarare e outros que vao fazer sociedades anonimas e outros deixam no fim du ano Geneve!!que me fis disto tudo???

  10. Boa tarde vivo na suissa a 37 anos tenho dupla nacionalidade portuguesa e suissa tenho beis em Portugal e conta bancária agora declarei tudo sou viúvo tenho uma filha estou recebendo uma pençao da minha falecida mulher na altura minha filha tinha 6 anos agora tem 18 vou receber até a minha filha estudar ou seja até aos 22 anos minha pergunta e estou 50 por cento inválido vai a suissa tirarem a minha pençao tenho também alguns rendimentos em Portugal no qual sempre declarei em Portugal o que me poderá aconteçer.

  11. @ Cesar Dias
    Segundo a administração cantonale dos impostos do cantão de Vaud, sim, eles já procederam a processos por fraude fiscal e fraude à segurança social contra pessoas em Portugal e pediram a assistencia judiciária a Portugal para condenar as pessoas e recuperar o dinheiro. Pessoalmente não conheço nenhum caso mas acredito no que eles me disseram. Mesmo as pessoas que se foram embora em 2016 se o nome delas aparecer nas listas em 2018 (que vão ter os dados de 2016) arriscam-se a ser perseguidas.

  12. gostava de perguntar o seguinte .quem for agora embora difinitivo da suica antes de 2018 e sem declarar o que tem em portugal o que lhe pode acontecer?sera que vai ser penalizado

  13. @ todos

    Permis L, B ou C é a mesma coisa, têm que vos denunciar e declarar os bens e fortuna. Se não o fazem agora, quando forem descobertos é considerado fraude fiscal que é um crime penal na Suíça. Serão denunciados ao juiz que vos pode condenar e expulsar da Suíça. Desde o 1 de outubro de 2016 está em vigor a lei para a expulsão imediata dos criminais estrangeiros! Muita atenção, porque para economisar uns francos pode custar muito caro.

  14. A declaração dos bens imobiliários deve ser espontaneamente em 2017. Mas tenha em atenção que existe prazos a cumprir datas limite de envio, tem cantões onde o prazo já passou. A concelho a que se informe no serviço de impostos de seu cantão.

  15. gostaria de saber se posso fazer a declaracâo dos bens imoveis durante 2017,uma vez que les dinnes automatique so sâo dados a partir de 2018,obrigado e gostaria uma resposta.

  16. seria bom que me enviassem o model da carta de DENUNCIA ESPONTANIA!!jà pedi vàrias vezes mas ninguem me enviou!!Como escrever,que tipo de carta“`???falasse descutessi e concrèto nàda!!dia 21 vou fazer a declaracâo normal nâo vou declarare a casa e o banco porque nâo sei como fazelo???obrigado

  17. tenho o premisso b e vai acabar em maio . nao sei o k fzer se mudo para a letra c ou mantenho o b. kom a letra b tb tenho de declarar?

  18. Quem tem premi A ou o L tb vai pagar? Se n fassem os papeis para pagamento do irs como vai ser?

  19. Mariana, obrigada. Pode me dizer onde tenho que me dirigir pra ter acesso aos documentos pra declarar o valor das minhas contas em Portugal?

  20. Bom dia Ana, tem que declarar todos os bens, que seja contas bancárias ou propriedades. Como tem o permis B, tem que escrever a carta de denuncia à administração cantonal dos impostos da sua residência. Eles é que vão decidir se a sua fortuna vai modificar os seus impostos e na afirmativa irão pedir-lhe para preencher uma declaração como os permis C e os Suíços.
    Mais uma vez informo que ninguém vai pagar imposto sobre os bens no estrangeiro!

  21. Alguém pode ajudar me. Tenho permi B mas tenho menos de 25 anos, pro ano de 2018 faço os 25 alguém me pode informar se também preciso de declarar? Só tenho contas em Portugal, não tenho bens. Obrigada.

  22. quero saber aonde esta o dinheiro josé socrtes portogal é pior doque Salazar eo 10millois de eros eu nam dequelaro nom posso duas vezes do IMI

  23. Sr Antonio Catarino,

    Ora bem, em primeiro lugar, o Senhor não vai pagar impostos sobre o valor da sua casa em Portugal! Leia, por favor ,o meu comentário do 26.02.2017 no qual explico o que se passa. No seu caso, além de um eventual acerto de impostos dos ultimos dez anos, o que pode vir a prejudicar é no caso em que o Senhor seja beneficiário das prestações complementares da AI.
    Segundo a lei, para beneficiar das prestações complementares da AI ou da AVS a pessoa não pode ter uma fortuna superior a CHF 37’500.- (pessoa só) ou CHF 60’000 (un casal).
    No seu caso, seja solteiro ou casado, o Senhor não tem direito ás prestações complementares pois a sua fortuna ultrapassa o limite legal. A regra é a mesma para todos, estrangeiros como suíços. Há muitos suíços que quando ficam reformados têm que vender as casas para continuar a sobreviver pois nâo têm direito às prestações complementares!
    Ora bem, se o Senhor beneficia das prestações complementares, aí vai perder o direito e vão lhe exigir o reembolso das prestações que eventualmente já recebeu.
    O pior que lhe pode acontecer é ser acusado de fraude à segurança social, o que é um crime penal na Suíça, e denunciado ao ministério publico ,com risco de ser expulso da Suíça.

  24. Ora bem,eu tenho uma casa no algarve tem construcâo desde à 24 anos,construi com dinheiro de um apartamento que tinha e vendi,construi a casa actual em 1984,,que raio tem a suissa de saber se tenho uma casa que nada tem a ver com dinheiros que ganhei na suisse??contas bancàrias,tenho 2.000euros foi o que semore tive na conta em portugal,quanto aos ducomentos a levar,pedi às financas o que a suisse oède,a resposta foi wque se estamos a borrifar para a suisse porque nâo estamos aqui para trabalhar para eles,dèram, me entâo a declaracâo que possue a casa e onde està o valor!è que à 5 anos atràs a casa estava valorizada em 67.000mil euros!e desde à 5 anos por causa du IMI valorizaram em 24o mil euros,que me dizem desta minha situacâo??em 2004 tive que ser operado à coluna,uma grèfe cirvical que me deixou inutelizado para poder trabalhar,fiquei na AI,atè à minha reforma hoje sou reformado con uma reforma de1.108 francos!!serà que è dessa reforma que pèosso viver?em Portugal?ou muito menos na suisse ondetudo è muito mais caro??como vàai a suisse me penalizar sre tudo o que tenho foi antes da operacâo e muito antes de receber a AI??si o fizèrem vou recorrer ao tribunal dos direitos dos homem em bruxelas!!Mais escrei ao ministro das financas ao BE,à Assembleia da Rèpublica e nenviei toda a lei da suisse!!resposta zero de todas as partes??o que quer Portugal è encherem se com as receitas dos EMIGRANTES o resto nâo conta!!!

  25. PRECISÃO (MAIS UMA)

    Muito importante, a carta de denuncia espontanêa não punível deve ser enviada à administração cantonal dos impostos do seu cantão de residência antes de enviar a declaração de imposto 2016!

    O fisco vai fazer o cálculo dos impostos a partir do ano de existência dos bens, móveis e imóveis, mas no máximo até 10 anos atrás e pode exigir as provas.

    Quando possivel, o melhor é apresentar a caderneta predial, onde consta o ano de aquisição e o valor patrimonial tributário dos imóveis. Para as hipotecas é necessário o valor dos juros pagos em cada ano e o valor da divida no final do ano respectivo. Para as contas bancárias é necessário o extracto do final do ano onde consta o saldo e os eventuais juros devedores ou credores.

    Finalmente é a mesma situação para todos, os estrangeiros e os suiços que vivem na Suíça, todos os anos declaram os rendimentos do trabalho, as contas bancárias e os imóveis que possuem, e na maior parte do tempo onde moram, sobre os quais pagam o imposto sobre a fortuna (valor fiscal – hipoteca) e sobre o valor locativo (renda que eventualemente receberiam se a casa estivesse alugada a outros). As ditas casas foram compradas com dinheiro posto de lado sobre o qual já pagaram imposto! Os imigrantes não pagam imposto sobre a fortuna nos seus países de origem e na Suíça o valor da fortuna serve só a calcular a taxa de imposto sobre os rendimentos adquiridos aqui! E não se esqueçam que os impostos servem para os estados pagarem as prestações sociais, as escolas, as estradas, etc. Imaginem o que seria se todos conseguissem escapar ao pagamento dos impostos 

  26. PRECISÃO

    Há muitos rumores, falsos, sobre a questão da obrigação de declarar os bens na Suíça. O estado português não tem nada a ver com as leis suíças!
    A lei fiscal da Suíça diz que todo individuo residente e contribuinte na Suíça tem a obrigação de declarar todos os bens, móveis ou imóveis, que possui na Suíça e ou no estrangeiro. Esta lei existe desde sempre, só que havia também a lei do segredo bancário que protegias todo individuo que tinha bens no estrangeiro não declarados no país onde vivia! Era impossível ao fisco suíço de pedir informações a menos de uma ordem dum juiz em casos de crimes penais.
    A comunidade international obrigou a Suíça a abandonar a lei do segredo bancário e desde 2014 existem acordos entre os países europeus, e vários outros, para a transmissão das informações fiscais, e que a partir de 1 de janeiro 2018 será automática. Os ficheiros informáticos serão transmitidos automáticamente entre os países que assinaram o acordo fiscal.

    Os estrangeiros residentes na Suíça, portugueses, espanhóis, italianos, brasileiros, etc. nunca declararam os bens que possuíem nos seus países de origem e até agora as autoridades suiças não tinham meios de controle.

    Assim, o governo português não pode, nem deve, intervir junto das autoridades suíças para efeitos de modificação de uma lei fiscal interna ao país.

    Já agora aproveito par explicar que o valor dos bens, móveis ou imóveis, que se encontram fora da Suíça, serve só para calcular a taxa de imposto do contribuinte que será aplicada para o cálculo do imposto sobre os bens e rendimentos (salários) detidos e obtidos na Suíça. Niguém vai pagar imposto sobre os bens que estão no estrangeiro.

    A lei fiscal suíça é aplicada a toda a pessoa que habita o território, que tenha uma autorização de trabalho L, B ou C tem que declarar todos os bens que detem no estrangeiro.

    Como exemplo: um casal tem um apartamento em Portugal de um valor fiscal de 80’000 francos, tem salários de 80’000 francos por ano, a diferença da quantia de imposto a pagar é de 180.00 francos por ano.

    As pessoas que têm razão em temer a nova situação, são aquelas que têm propriedades e contas no estrangeiro e que vivem aqui na Suíça à conta da assistência social! Essas sim, vão que ter que vender algo para reembolsar as quantias recebidas indevidamente. E irem para Portugal não será a solução porque existem convenções de ajuda judiciária entre Portugal e a Suíça!

    Os portugueses que têm contas na Suíça (e são residentes em Portugal) não declaradas em Portugal, também vão ser apanhados, porque a transmissão das informações faz-se nos dois sentidos!

  27. Info Suica, muito obrigado pela vossa pagina. Eu gostaria de lhe perguntar se me podia dar a seguinte informacao
    sobre as contas bancarias em portugal e do patrimonio imobiliario de quantos anos tem se que dar provas 5 anos ou 10 anos e da casa chega o recibo do imposto do IMI ? e que o banco em portugal nem sabe dar informacoes, mas a gestora da minha conta disse que se tiver de dar provas da conta bancaria em Portugal que em principio e 5 anos.

    Muito obrigado

  28. Boa tarde,
    Não existe um valor mínimo que possa escapar a essa declaração?
    Tipo mesmo uma conta com 1000eur em Portugal tem que ser declarada?
    Eu tenho permis B logo não sou obrigado a fazer os meus impostos, sou obrigado a declarar a mesma?
    Onde tenho que me dirigir para ter acesso a todos os documentos que tem acesso aos bens que tenho em Portugal?

    Obrigado…

    Cumprimentos.

  29. Ola boa tarde eu vou para a reforma antecipada em Abril deste ano 2017 e gostava de saber se tenho que declarar os meus bens em Portugal como a minha casa conta bancaria,obrigado e um bom dia Antonio Daniel

  30. Tem toda a razão as informações que me deram são as mesmas terá de escrever uma carta de declaração espontânea, mas como disse varia de cantão. A verdade é que com os aumentos sucessivos do IMI e do valor do imóvel provavelmente vamos ter de apresentar uma atestação dos anos todos já que o valor nunca é o mesmo.

    Dê sua opinião ao nosso ultimo artigo de como deve declarar os bens do estrangeiro: http://xn--infosuia-y0a.com/como-declarar-bens-do-estrangeiro-na-suica/

  31. Agradeço seu comentário pode esclarecer muitos de nossos leitores. No seu caso com permis C pode ser declarado da forma que explicou sim, mas não esqueça de declarar também as contas bancarias, automóveis e outros bens. Embora em minha opinião o que lhe disseram a si vão fazer a muitos, que é apenas registar os bens mas imposto não vai ser nenhum.
    Eu acho que todas estas declarações so têm um fim, e apanhar as burlas do social e da AI.

    Mas muito obrigado por seu comentário. Já agora que se informou dê uma opinião ao que escrevi embora seja informação mais para o cantão de Vaud
    http://xn--infosuia-y0a.com/como-declarar-bens-do-estrangeiro-na-suica/

  32. Boa tarde ,Bruno santos , a mim as finanças na suiça ( steueramt) dizeram que tinha se de fazer uma denuncia propria assim evitariasse multa,etc… Mas que no entanto teria se de pagar 10 anos em atraso ! Sera possivel? Ou depende de cantao ? Obrigado

  33. Boa tarde.
    Uma vez que andam muitas dúvidas no ar, eu mesmo as tinha e resolvi tirar com quem realmente percebe do assunto e sabe esclarecer.
    Entrei ontem em contato direto com a direção geral de impostos do cantão Bern colocando algumas questões sobre ter recentemente mudado para o visto C e visto também possuir um imóvel em Portugal.
    Aqui fica a tradução da resposta:
    Prezado Sr. Santos
     
    Uma vez que você tem agora o estrangeiro ID C você tem que preencher o formulário de impostos para você e sua esposa.
    Isso significa que você está agora na responsabilidade fiscal normal, o que significa que você receberá uma isenção fiscal para você e sua esposa todos os anos. Essa é a razão pela qual sua esposa recebeu todos os impostos pagos para o ano de 2016.
     
    A forma de impostos deve ser preenchida até 15.03.2017.
     
    Agora para o seu apartamento em Portugal:
    Todas as propriedades devem ser declaradas na Suíça. No apêndice encontrará o formulário 7 para a propriedade em Portugal. Como valor oficial consideramos 70% do preço de compra. Por favor, declare o preço de compra da propriedade. Em contrapartida, você pode deduzir as dívidas e os juros da dívida no Formulário 4. Todas as outras despesas que você pode adicionar no formulário 7 como “Liegenschaftsunterhaltskosten”.
    Iremos, no entanto, controlar esta propriedade apenas de forma provisória. No final é portugal que tributa esta propriedade, porque a dupla tributação não é permitida.
    Para nós, os ativos globais são decisivos, mas, no final, iremos apenas taxar efetivamente os ativos localizados na Suíça.
     
    Se você tiver mais perguntas, não hesistate contatar-nos.
     
    Cumprimentos

  34. Ola boa tarde, seria possivel Ter contacto do senhor que escreve atraves info suiça? Desde ja agradeço.

  35. A tabela e valida sim.
    E foi tirada do site do serviço de impostos do cantão de VAUD
    Neste caso a tabel e mensal porqu referece a impostos na fonte ou seja paga impostos directos todos os meses.
    Se for ao ano a tabela nao e a mesma.

  36. Antonio Catarino
    Peço desculpa por não ter respondido a seu comentário.
    A questao das doações e entregar o permi C apenas não resolve o passam para outra pessoa.
    Quanto as pessoas que deixaram a suiça em 2016 se ja receberam os seus direitos 2°pilar e outros normalmente ja não correm risco.
    A resposta aos documentos será publicada na proxima semana .Aconselho a registat-se em um de nossos formularios , so assim vai recever de imediato o artigo quando o publicar.
    Obrigado por suas questões

  37. Tenho posto muitas questoes que nâo sâo respondida!nem sequer è por mim mas à pessoas que tâo tem mail e pèdem para perguntar?

  38. Bom dia, a tabela da percentagem que é anunciada neste forum é anual ou mensal. A tabela e realista?

    Agradecido

  39. Boas a todos, estou simplesmênte revoltado com toda este assunto. Em 1° lugar o “nosso” Portugal convida-nos a insvestir, a èconomia deste pais teve momêntos de gloria …até deu para pagar submarinos com buracos:)…..Hoje (desculpem a expreçâo) somos “montados” a seco 🙁 . Portugal só vai perder com isso, basta saber que quem vai sair a ganhar é a Suiça pois as nossas ditas economias são gotas de agua em comparação aos milhões e milhões das fortunas Suiças no estrangeiro. Pagamos impostos quando o ganhamos e vamos pagar mais impostos porque o popamos e o investimos….
    No entanto gostaria de saber se existe um “plafond” para este tipo de imposto ( a partir de que valor este imposto sera aplicado) ?

    Quem tem um bem no qual a certidâo de habitação foi deliberada em 2011 no vlr de 250,000€ que montante devera pagar.

  40. Bom dia,desejava saber que documentos são necessários de Portugal para a decoração na Suíça.Agradeço a resposta.

  41. Esta lei é so para quem tem permis C ou é para todos nao importa o permis nem a dupla nacionalidade ?

  42. Boa tarde,

    O valor do imóvel a declarar é o valor fiscal do IMI (valor patrimonial tributario) ou o valor de compra?

    Obrigado pela sua resposta.

    Melhores cumprimentos

  43. Lopes
    Tem de declarar sim, a diferença é que não paga multas e nem retractivos de anos anteriores. Mas deve declarar sim, só assim começa na lei.
    E ja agora o valor da compra não importa o que conta é o valor do imovel.

  44. Ola.
    Tenho um imovel que foi comprado em 2016,avaliado 150 mil euros ,mas com credito de 120 mil .
    Terei que pagar imposto?
    Mesmo nao estando pago na totalidade
    .?
    Muito obrigado

  45. Confesso algumas pessoas que fizeram doação aos filhos em 2016,e entregaram permissão C pagaram tudo na suisse e vieram para portugal!essas pessoas vão ser abrangidas pelo acordo entre a suisse e portugal??Gostaria no entanto a resposta à questão que pus e não foi respondida!!!””quais são os documentos que temos que levar de portugal??ir as finanças onde se vive?ir ao Banco onde se tem conta?e por a reforma ir onde buscar a declaração ou aquilo que recebe por ano é suficiente levar?

  46. Nuno
    Obigado pelo seu comentario, tem toda a razão basta explicar que alguem que ganha uma media de 65,000 mil francos ao fim do ano paga 8.69% de imposto uma pequena fortuna em impostos mas se fizer a declaração como aconcelhou pode de facto recever muito dinheiro com apenas 150 francos pagos a um contabilista.

  47. Jose Sousa
    Obrigado desde ja pelo comentário, sim e verdade quem tem o permi B pode fazer a declaração de impostos, não foi isso que eu quis dizer no cometário anterior, O que eu queria explicar era se tinha outra forma de declarar os bens de portugal. Quanto ao recever dos importos, se o salario de marido e mulher não atingir um certo montante e verdade que os impostos a la source são mais altos e pior são a 100% sem alguma despesa. Por esse motivo eu pessoalmente aconcelho a fazer exatamente o que o senhor aconcelhou. (simulação e declaração de impostos).
    O muito obrigado pelo seu tempo foi um comentário com todo o sentido.

  48. As pessoas que têm o permis B devéns ir aos impostos pedir para fazer a declaração porque tem despesas mas não desconto. … o roubo da federação… só no cantão de vaud eles metem 120 milhões no bolso …. Uma dica para os permis B façao uma deslaçarão e vão ver que os impostos vão lê devolver conforme os descontos e o seu vencimento … entre 1800.- / 3’000 … e tudo isso só lhe vai custar o preço da declaração entre 50.-/150.- . Se alguns de vocês o fizerem deixem uma messagen para outros … um óptimo dia …

  49. Filipe Brito e infosuica, a informação de que quem está a permi B não faz os impostos está errada!! Eu também pensava assim e nos primeiros 3 anos não fiz impostos. Ao 4o ano fiz e recebi 5000chf!!! ( nao estou a brincar nem a exagerar). Ao nao fazer podem estar a perder dinheiro! O que devem fazer é a simulação para ver se recebem ou se ainda têm de pagar. Foi o que fiz, fiz a simulação vi que tinha a receber então fiz os impostos!!! No Ano passado voltei a receber e pedi permi C ao fim dos 5 anos!! Façam a simulação!!!
    Infosuica convém verificar antes de informar!
    Cumprimentos

  50. Celeste
    Ja nem isso vale a pena porque ja está uma grande lista de paises nas mesmas condições que a EU. A Suiça já tem acordos Com a America e outros países.

  51. Maria
    Tem razão e proibido a dupla tributação, o estado postuguês e o primeiro a não a cumprir.
    Apenas precisamos pensar que os automoveis em Portugal são dos mais caros da EU. Porquê? IVA + IA duas tributações.

  52. Maria
    Tem razão e proibido a dupla tributação, o estado postuguês e o primeiro a não a cumprir.
    Apenas precisamos pensar que os automoveis em Portugal são dos mais caros da EU. Porquê? IVA + IA duas tributações.

  53. Pelo que consigo perceber está na altura de investir fora da UE. Aí sim estamos safos, pois a Suíça ainda só o é para esses mesmos. Aos poucos explosão os europeus daqui para fora. Mas somos nós que fazemos esta economia mexer. As outras nacionalidades é só explorar. 1 dia que cá não estejamos esta economia cai.

  54. Filipe Brito
    De facto fez uma boa observação. Quem tem o permi B não faz a declaração de impostos, amanha vou tentar informar-me e lhe enviarei um e mail com alguma resposta.
    Quanto aos anos de Suiça apenas lhe e cobrado imposto de 4 anos, visto ter apenas 4 anos de Suíça.

  55. Paulo
    Se sempre declarou a quantia que esta a pagar de empréstimo deve também declarar o valor do imóvel.

  56. Gostaria de saber, se quem tem apenas o permi B, e é a entidade patronal a fazer os descontos aqui na Suiça, logo não apresenta nem preenche a declaração de impostos, como deve fazer e se precisava de declarar, estando na Suiça apenas á 4 anos Tb paga multas com 10? Obrigado desde já pela resposta

  57. Eu tenho casa em Portugal estou a pagar emprestimo em Portugal e sempre declarei a quantia do credito todos os anos quando preencho as Steuer( IRS ).

  58. Antonio Bras.
    Quanto ao imposto não vale a pena se assustarem pois não e nehuma fortuna caso de habitações ate um certo valor. “Imposto a fortuna”
    Deixo aqui uma tabela do cantão de VAUD onde mostra um pouco a precentage a 100%, não esqueça que ainda tem todas as contas a deduzir no calculo de impostos no fim do ano, so depois e que sabe o valor a pagar.
    Copie e cole este adereço no seu navegador.
    http://www.vd.ch/fileadmin/user_upload/organisation/dfin/aci/fichiers_pdf/Bareme_fortune_2012_14.pdf

  59. Vicror teixeira.
    Essa e uma das despesas que deve apresentar logo que faça sua declaração de impostos desde que seja o crédito da habitação em causa.
    Ao declarar a habitação de Portugal tambem pode declarar as despesas que tem com a mesma neste caso a prestação ao banco, se for seu caso.
    Não esquecendo que não é apenas a habitação que tem de declarar, contas bancárias e rendas também.

  60. Antonio Catarino.
    Amigo quanto a penhora não tenho qualquer informação, mas fazer doação não vai mudar nada pois a lei afirma que vão contar os impostos até dez anos atrás.
    Apenas paga menos se for declarar voluntariamente, se não o fizer e os impostos o descobrirem paga todas as depesas, impostos e juros duas vezes e meia mais caro devido a punução de infracção da lei e de não ter denunciado seu imóvel voluntariamente.

  61. Helena.
    Obrigado por seu cometário, de facto esta lei e um bocado direccionada as pessoas que se encontram a isufruir do Social ou que estão na AI a receber ajudas.
    Mas a lei e para todas a pessoa que habitam na Suça sem alguma exepção, sejam portugueses ou outra nacionalidade qualquer, até mesmo os suíços têm de fazer a mesma declaração.
    Para quem não saiba esta lei não e de agora, faz anos que ela existe, mas como as pessoas nunca a respeitaram apenas agora a Suíça entrou em acordo com a UE e so agora vai ter acesso ao necessario para punir os infractores.

  62. Pelo que me informaram será aplicada essa lei apenas a quem está a usufruir de algum tipo de ajuda da social. Como sabemos existe muito boa gentinha com grandes casarões em Portugal e a viver aqui á custa da Social.

  63. Que vao chular o caralho. Querem mas é dinheiro pra pagar aos refugiados e aos sociais que muitos bem podem trabalhar e não o fazem…. A solução é mesmo saltar fora deste país de merda e voltar pra PT e sim ajudar o nosso a crescer

  64. E se ouver uma pinhora du bem imobeliàrio?ou se entretanto se fizer duacâo?? Espero respostas às minhas questôes.

  65. No entanto gostaria de ser informado como deverei fazer,,eu e outros emigrantes,,,quais os documentos nessecarios a levar de Poutugal para declarare na suisse???a respeito du bem imobeliaro,da banca e da reforma??que temos a fazer???

  66. Eu pessoalmente escrevi ao correio da manhâ para publicar esta vergonha,escri ao parlamento português e a resposta foi que o assunto ia ser encaminhado para o Ministro dos Negocios Estrangeiros!!na minha openiâo este acordo com a suisse deveria ter sido negociado com um plfont quer dizer todo o emigrante que possuir bens imobeliarios acima de 500 mil euros,deve denunciar aos impostos suissos!Porqu por exemplo eu construi à 24 anos o valor da casa era antes di IMI de 65.ooomil euros!depois du IMI as Finâncas portuguesa declarou o valor para 221.400 mil euros so para sacarem mais de 760euros du IMI anual!isto è uma vergonha!No meu caso que tenho a dupla Nacionalidade e com uma reforma da suisse apsnas de 1.108 francos e uma portuguesa de 244 euros o que faz aprossimadamente mil e duzentos euros mensais!como se ira passar na minha declaracâo de impostos em marso???Afinal o emigrante so serve para enviar receitas para enrriquesser bancos e o estàdo!!tristeza!!primeiro correm com nosco do pais depois roubonos a torto e a direito.mais val nâo ter nàda e andar no fundo de desemprego cà e là no social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*