Trabalhar como independente na Suiça

Trabalhar como independente em Suiça
Trabalhar como independente em Suiça

Quer dar o passo…  trabalhar como independente.

Não quer começar por uma sociedade anónima ou por uma S.A.R.L, está decidido a começar com uma pequena imprensa em nome individual.
Até agora sempre trabalhou como empregado, para a segurança social como para os impostos, sempre exerceu uma actividade lucrativa dependente de alguém.
Na Suíça é a caixa de compensação AVS que decide se a sua actividade, para a qual você pretende exercer e se lançar por sua conta é reconhecida ou não.
Onde me devo dirigir para me inscrever como independente.

Posso me tornar independente como estrangeiro?

Todos os nacionais dos estados membros da UE / EFTA, exceto os Croatas, podem iniciar uma atividade por conta própria na Suíça. Para isso, uma solicitação deve ser feita ao Escritório Cantonal de Migração. Se aceito, é emitida uma autorização de residência (permis B) válida por cinco anos e renovável. No caso dos nacionais de outros países, apenas os titulares de um permis C (autorização de estabelecimento para nacionais de países terceiros) ou os cônjuges de pessoas portadoras de um permis C ou cidadãos suíços têm o direito de exercer uma atividade independente. Os outros devem fazer uma solicitação no cantão.

Autoridades cantonais das migrações e do emprego

Posso ser independente e empregado ao mesmo tempo

Sim. É possivel acumular varias actividades. A ter atenção que o seu empregador pode proibir sua actividade se esta lhe fizer concorrência.

Devo contar ao meu empregador que quero exercer uma atividade independente?

Sem dúvida! Na Suíça, o Código de Obrigações proíbe que um funcionário que trabalhe 100% tenha uma atividade remunerada em paralelo. Obviamente, essa proibição é teórica e, na realidade, é sobretudo o contrato de trabalho que define os termos. Na maioria dos casos, as exceções são toleradas, desde que não exista conflito de interesses entre atividades independentes e assalariadas. Em resumo, é impossível iniciar o seu próprio salão de cabeleireiro enquanto for contratado como cabeleireiro em outro lugar. Nos casos em que a pessoa viola o acordo de não poder fazer concorrência, seu chefe pode formalizar uma queixa as entidades responsáveis. É por isso que é melhor conversar com sua entidade empregadora sobre suas intenções para evitar mal-entendidos.

A atividade está sujeita a autorização?

Certas atividades ou profissões são regulamentadas e devem ser objeto de uma solicitação de autorização. Para atividades regulamentadas, não há necessidade de qualificações específicas: a concessão da autorização depende de critérios como reputação, estabelecimento de controle (gerente de fortuna) ou existência de numerus clausus (comércio itinerante) ) Para profissões regulamentadas (notário, médico), por outro lado, você deve ter passado por uma formação específica ou ter experiência no campo. Algumas atividades são regulamentadas no nível federal, outras no nível cantonal. Entre em contato com os escritórios ou departamentos relevantes.
Lista de profissões / atividades regulamentadas na Suíça

Quais documentos são necessários para o reconhecimento de independente ?

Para se tornar autónomo “independente”, é necessário preencher um formulário de afiliação disponível no site do fundo de compensação. É necessario fornecer alguns documentos justificativos , como cópias de faturas já elaboradas, acordos concluídos, ofertas efectuadas, suas folhas com mise en-tête timbrado, contrato de arrendamento e ainda seguro de responsabilidade civil.
Caisses cantonales de compensation
Formulaire d’affiliation

Não tenho capital suficiente: Posso retirar meus fundos do segundo pilar?

Sim. Você pode retirar seus ativos do fundo de pensão em dinheiro se trabalhador independente e não estiver mais sujeito á pensão profissional obrigatória.

Procedura
Você deve fornecer à instituição de pensão a prova de que trabalha por conta própria: aluguer de instalações, compra de equipamento, confirmação AVS, entrada no registo do comercio. O pedido do adiantamento deve ser feito ao fundo de pensão no prazo de um ano após o início do trabalho por conta própria. Os segurados casados ​​ou a viver em parceria registada requerem o consentimento prévio por escrito do cônjuge ou companheiro.

 Inscrição no fundo de compensação AVS

O AVS considera a sua actividade como independente quando assume seus riscos e utiliza sua própria infra-estrutura. Terá de possuir escritório, aparelhos de trabalho,etc, para seus clientes.
O fato de cuidar das contas de uma empresa  com sede não é reconhecido como um trabalho  independente
Uma vez que a mudança de estatuto é feita pelo fundo de compensação de AVS, você é considerado como independente para tudo.

Que contribuições sociais é aconselhável pagar?

Ao contrário dos empregados, os trabalhadores por conta própria não estão sujeitos ao regime obrigatório de pensões profissionais e, portanto, são livres para determinar sua proteção social como entenderem. Assim, não é obrigatório contribuir para o 2º pilar. No entanto, é aconselhável fazê-lo para garantir um certo padrão de vida na reforma. Os trabalhadores independentes podem recuperar o capital acumulado de quando foram assalariados e depois afiliar-se em um fundo de pensão de sua escolha. Quanto ao 1º pilar, as contribuições são inteiramente às suas custas. O terceiro pilar também é opcional:
Caixas cantonais de pensões/
Caixas de pensões profissionais

É obrigatório registar uma empresa no Registo do Comercio para obter o status de trabalhador por conta própria? Que direitos e deveres dele derivam?

Não, porque é o fundo de compensação que concede o status de trabalhador por conta própria. No entanto, as empresas têm a obrigação de se registar no Registo do Comercio. Para empresas individuais, o registo é exigido apenas a partir de CHF 100.000 de faturamento. O nome da empresa é então protegido dentro do escopo de seu campo de atividade. O registo também implica obrigações, como contabilidade e pode requerer processos de falência.
Funcionamento do registo do comercio

Como se assegurar como independente

Você deve fazer uma distinção entre seguro para si mesmo, para seus funcionários e para a empresa. Além do seguro de saúde básico obrigatório, os trabalhadores por conta própria são livres para se cobrir ou não contra o risco de perda de rendimentos em caso de doença e acidente. É aconselhável contratar um seguro contra acidentes, que cobre acidentes profissionais, não profissionais e doenças profissionais, bem como um seguro contra perda de rendimentos em caso de doença, o que permite que você receba seu salário em caso de doença e reembolsa o empregador, na totalidade ou em parte, do salário que deve pagar a seus empregados em licença médica. Em relação aos riscos que envolvem a empresa, certos seguros são obrigatórios (RC, seguro contra incêndio), outros opcionais (proteção legal, roubo, etc.). Os trabalhadores independentes não podem contribuir para o desemprego.
Saiba o essencial sobre os seguros

Quais impostos devem ser pagos?

Os trabalhadores independentes não têm, em princípio, salário regular sujeito a um certificado de salário, que constitui a base para o cálculo do imposto sobre os empregados. Eles devem fazer uma declaração de imposto com base em contas comerciais e em património privado. Para empresas individuais e sociedades de pessoas, os resultados dos impostos são de acordo com receita. No caso de uma sociedade anónima, por outro lado, os trabalhadores independentes mantêm seu status de empregado, uma vez que a SA é uma pessoa coletiva independente de seu proprietário e, portanto, é tributada separadamente. SA e Sarl pagam imposto sobre os ganhos.
Sistema fiscal suíço

A reflectir

Um oitavo das pessoas ativas são independentes. Antes de iniciar um negócio, você deve pensar cuidadosamente sobre seu projeto e as mudanças que ele traz. A forma mais comum de negócios é a razão individual.

Antes da criação

Três coisas são essenciais para a criação bem-sucedida de uma empresa:

  • uma auto-avaliação realista;
  • boa análise de mercado;
  • um ótimo investimento pessoal: você deve estar pronto para trabalhar muito por vários anos e possivelmente ganhar menos ou até pouco.

Perguntas que devem serem feitas

Cerca de três em cada quatro empresas sobrevivem ao segundo ano. Portanto, pode ser útil fazer as seguintes perguntas antes de iniciar uma atividade por conta própria:

  • Por que quero trabalhar por minha própria conta? Que objetivos pessoais e materiais eu quero alcançar com isso?
  • Posso iniciar um negócio por conta própria e encontrar meu lugar no mercado?
  • Meus relacionamentos podem me ajudar?
  • Eu tenho uma personalidade empreendedora? Eu gosto de contato com outras pessoas?
  • Quais são meus meios financeiros? Tenho reservas suficientes? Eu sei como gerenciar recursos?
  • O que minha comitiva (parceiro, família, amigos) pensa dos meus projetos? Meus entes queridos estão prontos para me apoiar se tudo não correr exatamente como o planeado?
  • Meu plano de negócios é sólido? Os especialistas (bancos, consultor tributário etc.) o validarão?
  • Que outras soluções eu tenho se meus projetos falharem?

Nem todo mundo pode ou não quer se tornar independente da noite para o dia e assumir todos os riscos de uma só vez. Uma possibilidade é combinar emprego de meio período com trabalho independente. O trabalho de meio período garante renda básica e proteção mínima do seguro. O trabalho por conta própria pode então ser desenvolvido pouco a pouco.

Desemprego na Suiça
Saiba como traduzir Diplomas, Formações ou Cursos
Como Procurar Emprego
Salários na Suiça
Subsidio de desemprego na Suiça

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*