Turistas que retornam da Espanha têm de fazer quarentena

Turistas que retornam da Espanha têm de fazer quarentena
Turistas que retornam da Espanha têm de fazer quarentena

O OFSP anunciou que a Espanha se juntará à lista de países da Suíça em risco de coronavírus. As mulheres grávidas estão agora entre as que estão em risco.

Os viajantes que retornam da Espanha terão que fazer quarentena na Suíça. A Espanha foi adicionada pelo Escritório Federal de Saúde Pública à lista de países com alto risco de infecção pelo Covid-19. As Baleares e as Canárias não são afetadas. Os viajantes em trânsito por menos de 24 horas na Espanha também não são afetados, como os que cruzam a Península Ibérica para voltar de Portugal, disse Patrick Mathys, chefe da seção de crise da OFSP.

A medida entra em vigor no sábado, ou seja, desde a meia-noite de sábado, anunciou o Departamento Federal do Interior. A taxa de contaminação para as Baleares é de cerca de 43 por 100.000 habitantes e cerca de 6 por 100.000 para as Canárias. Agora 46 países e regiões estão na lista de riscos.

As Bahamas, Guiné Equatorial, Roménia, São Tomé e Príncipe, Singapura e São Martinho estão recentemente na lista de países em risco. A Suíça retirou o Azerbaijão, os Emirados Árabes Unidos e a Rússia.

Desde 6 de Julho, qualquer pessoa que atravessa a fronteira de um estado ou território com alto risco de infeção deve se auto-colocar em quarentena por dez dias. Essas pessoas devem se registar nas autoridades cantonais dentro de dois dias. Eles monitorizam esporadicamente a conformidade com a quarentena. Actualmente 16.269 pessoas estão afetadas.

Sem medo de perder seu salário

Esta quarta-feira, as autoridades pediram aos viajantes afetados que cumprissem os requisitos de quarentena o máximo possível. “Em Março, os benefícios da perda de ganhos foram estendidos para cobrir contaminações não culpáveis ​​pelo Conselho Federal”, lembrou Michael Schöll, vice-diretor do Departamento Federal de Justiça. Isso é para que todos respeitem as instruções de isolamento da melhor maneira possível, sem medo de perder seu salário.

“Ninguém deve ficar tentado a evitar a quarentena por razões financeiras”, disse ele aos repórteres. “Fique em casa e informe seu empregador”, acrescentou, especialmente para aqueles que retornam da Espanha no sábado.

No caso de quarentena sem culpa, e mesmo que o assunto ainda não tenha sido resolvido pelos tribunais, o pagamento do salário é garantido. É o caso de pessoas que já estavam na Espanha quando o país foi colocado na lista, em particular.

Para as pessoas que não podem trabalhar em casa, o Conselho Federal decidiu que o pagamento da perda de benefícios é garantido por dez dias. E os empregadores têm sido “acomodados”, de acordo com Michael Schöll.

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*