Uso da burca proibido em St.Gallen na Suíça

Uso da burca proibido em St.Gallen na Suíça
Uso da burca proibido em St.Gallen na Suíça

Lei foi aprovada por cerca de 67% dos votantes

O uso da burca vai ser proibido no cantão de St.Gallen na Suíça. Após uma votação levada a cabo no cantão de St.Gallen, os cidadãos decidiram, com uma maioria de 67%, que passam a ser proibidos acessórios que tapem por completo o rosto das pessoas em espaços públicos.

Cerca de 67% dos votantes aprovaram a nova lei que já tinha sido votada no cantão de Ticino, também na Suíça, onde a burca está proibida há cerca de dois anos.

Esta lei diz que: “Qualquer pessoa que se torne irreconhecível cobrindo o rosto num espaço público, comprometendo a segurança pública ou a paz religiosa será multado”.

A lei chegou ao parlamento da região com o apoio dos partidos de direita e centro, mas acabou por ir a referendo após pedido do partido dos verdes e do partido socialista.

O governo suíço rejeitou em 2017 uma iniciativa para proibir o uso de burca em todo o país, defendendo que essa era uma “medida a ser adotada por cada um dos cantões”.

Esta medida pode no entanto chegar a um referendo nacional no próximo ano visto que os partidos de direita na Suíça estão a tentar recolher as 100 mil assinaturas necessárias para ir a votos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*